UOL Bate-papo

  • pessoas online
  • 7.577 salas abertas
  • 378.850 lugares

Bate-papo com convidados

BATE-PAPO COM Paulo von Poser e Cristina Guerra - 18/10/2006 às 17h00

Paulo von Poser e Cristina Guerra falam sobre a exposição

Artista plástico Paulo von Poser e a fotógrafa Cristina Guerra conversam sobre a exposição "Você está aqui", em cartaz na Galeria da Paulista da Caixa Cultural, em São Paulo.

(05:04:04) Paulo e Cristina: Oi tudo bom?
(05:04:08) carola: boa tarde. Gostaria de saber as técnicas que vcs utilizam na composição dos trabalhos.
(05:05:58) Paulo e Cristina: São imagens feitas do dirígivel Ventura, fizemos voos conjutos durante 1 ano. É um encontro entre essas fotografias com a arte e o bordado, tentando levar essas imagens para os pedestres, nós enterramos essas imagens para os usuários do Metrô. E quem quiser ver no metrô está na estação Vila Madalena e na estação Trianon Masp. Em cada estação é uma visão da estação vista do céu.
(05:06:52) Paulo e Cristina: Carola, uma grande parte das imagens são impressas em tecidos, em canvas. Foi um jeito de retratar a cidade com uma maciez, que tem a ver com o próprio sentimento de voar.
(05:07:33) Paulo e Cristina: Ai esse tecido é pintado, cortado, costurado. Eu trabalhei algumas interferencias gráficas (Paulo) e a Cristina depois bordou os tecidos.
(05:08:45) kiko: Fala pra gente como surgiu essa idéia?
(05:08:49) Paulo e Cristina: Eu como professor sempre gostei de ver SP do topo dos edifícios, mas a idéia vem do encanto que a Cristina tem com o dirigível. Eu acho que é uma experiencia total da cidade, essa é uma visão mais abrangente, mais ampla da cidade.
(05:09:54) kiko: De onde foram feitas as fotos? de um Helicóptero?
(05:10:35) Paulo e Cristina: Kiko, eu acho que essa visões aéreas trouxeram uma percepçaõ da cidade bem diferente. O dirigível corta um pouco o ritmo de correria da cidade, essa vontade de voar vem para complementar um pouco e trazer uma outra dinâmica em relação a cidade. O dirigível nunca pára. Ele é rápido, é constante. A fotografia capta os momentos. Você está sentado e a cidade vai passando.
(05:11:20) ygan: o q vcs acham dos jovens de hoje como artistas plastico
(05:11:56) Paulo e Cristina: Kiko, foi feito do dirigível Ventura, da Goodyear. É o único dirigível da América Latina, são apenas 8 no mundo. Ele é raro, é uma forma zen de ver SP.
(05:13:43) Paulo e Cristina: Ygan, eu estou encantado. Cada vez tem mais artistas, eles estão pesquisando linguagens diferentes. Novas áreas estão sendo pesquisadas. Cada vez mais a arte é um jeito de viver. È surpreendente como a arte tem crescido, acho que a caracteristica de pesquisa da arte é muito contemporânea e muito dinâmica. O recurso digital possibilita que se pesquise mais.
(05:14:22) kiko: Explica um pouco mais como foram feitas essas misturas entre foto e arte?
(05:14:38) beto: para voces qual é a importancia de representar a cidade por um outro aspecto??
(05:16:11) Paulo e Cristina: Nós fazíamos uma média de 300 a 500 fotos pelo vôo. Não há o tempo de edição. Editar está muito relacionado com o objetivo do trabalho, a gente sempre quis levar ao espaço público, mostrar a cidade de outra forma. De repente colocar essas imagens no subterrâneo foi muito interessante. Foi convidar as pessoas a pararem e a verem a cidade de outra forma. Usamos poesias e frases para complementar o trabalho.
(05:18:09) Miguel: Olá tudo bem? Arte é luxo ou fundamental para existencia humana?
(05:18:11) Paulo e Cristina: Kiko, o Paulo é arquiteto e foi meu professor. Fizemos uma exposição de fotografia há muito tempo. A Cristina documentou meu trabalho sobre museus. Eu nunca tinha criado em dupla. Foi uma experiencia de criação em conjuto. Isso exige um abandono e uma disponibilidade de desenvolver o trabalho em grupo. E a gente está bem atual, que é o tema da Bienal de SP, "Como viver junto"
(05:19:36) alê moderadora:
Divulgação

"Eu tô voando" Paulo von Poser/Cristina Guerra

(05:19:53) Paulo e Cristina: Beto, acho que tem uma importância atual que é trazer para o cidadão onde é que ele está. O nome da exposição "Você está aqui" fala sobre isso. Acho que ver a imagem do céu transforma a sua maneira de ver. Isso é um documento histórico, porque SP muda muito. A gente identifica essas mudanças. SP está continuamente se transformando.
(05:21:08) Paulo e Cristina: Miguel, eu acho que somos muito privilegiados por poder produzir. Acho que arte é vida, é fundamental. Não é exclusividade nossa, todo mundo pode fazer. Eu acho que ter arte na vida é fundamental para o ser humano, para qualquer um. É como comer. É puro alimento.
(05:21:10) Marinho da FAU: uma pausa só para deixar um abraço para um velho amigo de FAU .. parabéns pela nova expo. Vou correr para parar na frente destas imagens .. Beijos.
(05:23:35) Paulo e Cristina: Na galeria, a gente vê que as pessoas vão lá e se sentem bem. A exposição é bem interativa, você pode pisar, deitar sobre as fotos. A pessoa consegue perceber isso. Nós tiramos todas as paredes da galeria, é uma vitrine. As pessoas entram pelo trabalho. É uma visitação enorme. Isso é surpreendente. Todos acabam criando um vinculo com a cidade porque já conheceram. No metrô também, as pessoas identificam a própria casa, uma rua. As pessoas ficam procurando lugares conhecidos, isso teve um efeito imediato sobre as pessoas.
(05:23:53) Simone: Eu adorei o quadro Rosa Lina....o que ela tem nas mãos é o coração da cidade...o que pulsa: o MASP
(05:24:37) Paulo e Cristina: Marinho, a exposição está na Av. Paulista, 2083. No Conjunto Nacional, está aberto todos os dias das 9h às 21h, até 3 de dezembro. Um abraço para você.
(05:25:44) alê moderadora:
Divulgação

"Fiorde" - Paulo von Poser/Cristina Guerra

(05:26:10) Paulo e Cristina: Simone, foi exatamente isso. O MASP foi nosso edifício símbolo da cidade. Já tínhamos um carinho pelo MASP. Quisemos trazer a figura da Lina, nós adoramos o MASP. E queremos que ele volte a ser vivo e pulsante. E ele é uma negaçaõ da cidade, por ser horizontal, aquela linha vermelha também é muito marcante.
(05:26:14) Miguel: Como vocês analisam o mercado de arte no Sudeste? sobreviveria sem o apoio do poder público?
(05:26:40) MBreed: o trabalho de vcs remete a uma outra visão da cidade, pela forma de captura dessas imagens e tbm pela forma de exposição delas. Vcs vêem nesses trabalhos alguma relação com a intervenção urbana?
(05:27:35) Paulo e Cristina: Miguel, eu acho que sim. Eu acho que o mercado é muito complicado de qualquer maneira. O artista tem que ser muito generoso. Eu gosto de atuar em várias áreas, a Cristina também. Essa dinâmica é muito diferente de se ter um emprego. Eu acho que SP é uma cidade muito interessante.
(05:28:56) Paulo e Cristina: MBreed, eu acho que sim. Eu acho que tem uma vontade da arte estar colocada no espaço público. É uma arte que quer estar na cidade. Por isso quisemos colocar no metrô mesmo. Fizemos instalações que tem a ver com o entorno das estações.
(05:29:31) alê moderadora:
Divulgação

"Mão", com o centro de SP ao fundo - Paulo von Poser/Cristina Guerra

(05:29:33) Raphael: olhar cidade de cima dá uma visão completa sobre a estrutura da cidade e como ela se formou mas tambem dá uma visão parcial da cidade que se esconde a cada curva e cada sombra a minha questão é se na sua representação da cidade voce buscou o olhar diferenciado ou algo procurou fugir da representação humana tão presente hoje nas peças q falam sobre cidades.
(05:30:10) MPS -O ULTIMO 1969: EU PERGUNTO? VOCES TEM ALGUM PROJETO PARA COMUNIDADE CARENTE
(05:30:38) Paulo e Cristina: Dia 11 de Novembro a gente vai fazer um evento no Conjunto Nacional, onde vamos fazer retratos. As pessoas deixam fotos 3/4. Nesse dia vou estar desenhando nos vidros da galeria e vamos estar vendendo as camisetas e as sacolas para arrecadar fundos para a estação da Sé do Metrô, em comemoração ao aniversário da cidade.
(05:32:17) Paulo e Cristina: Raphael, eu acho que a gente procurou mais do que o nosso olhar, a gente procurou ver como a cidade pode se ver. Eu tenho a sensação que a cidade fez a exposição. Essa cidade que quer se ver mais humana, mas compreensível. A gente tentou focar as imagens naquela região, da Paulista e do Centro.
(05:33:55) Paulo e Cristina: MPS, a gente queria ter feito em todos os metrôs, mas não se tornou possível. A gente tem um projeto de fazer o anel da cidade, fazer uma visão de todo anel que circunda a cidade e colocar isso em cada ponto cardinal da cidade, porque ficou faltando na exposição as bordas da cidade, mas a gente tem vontade de trabalhar com outras áreas sim.
(05:33:56) lioca: Miguel você é pintor?
(05:34:00) lioca: Adorei "Eu to voando"...
(05:34:11) observador: vc trabalhan fora do paiz tbm ?
(05:35:08) Paulo e Cristina: Lioca, eu sou formado em Arquitetura. Eu me considero mais um desenhista. Desenho é a linguagem que eu domino melhor, mas eu pinto também. Não há muito limite, tem várias visões, poesia, arquitetura, é muita coisa ao mesmo tempo.
(05:35:50) Paulo e Cristina: Observador, eu já fiz exposições fora, mas tenho mais o interesse de trabalhar por aqui, não tenho o objetivo de trabalhar fora.
(05:36:08) Raphael: como foi se deparar com uma cidade que antes não era conhecida por voces?
(05:36:11) ronalmon: como que foi trabalhar fotografia com arte plastica???
(05:36:17) Paulo e Cristina: Tem tantos lugares que a gente gostaria de trabalhar, em SP mesmo não deu para dar conta.
(05:37:18) Paulo e Cristina: Raphael, tem muita coisa que a gente passa de cima e volta para ver como é por baixo. Acho que de cima faz você se interessar por outras áreas. São Paulo é sempre uma surpresa mesmo para quem nasceu aqui.
(05:38:19) Paulo e Cristina: Ronalmon, eu acho que não tem uma regra. É um desafio, a gente foi conversando junto, fomos aprendendo. Eu nunca tinha bordado, mas isso me levou a aprender. Não há regras.
(05:38:45) observador: mas a arte de vcs é nitida e passa uma imagem moderade e realisata muito dez parabémz mas vcs vão viajar com a expo?
(05:39:02) Catatuba: E o reconhecimento? acontece? para conseguir expor? dificil?
(05:39:16) Paulo e Cristina: Essa caixinha é um catálogo lúdico, que vem desmontado e você pode montar. A idéia é que você pode manipular a cidade, você pode pôr coisas dentro da cidade.
(05:40:47) Paulo e Cristina: Observador, a gente prentenda que a o trabalho cresça por aqui. Tem essa proposta de fazer aqui em SP, em janeiro, na Sé. Nessa instalação a gente prentende reunir imagens das bordas da cidade também.
(05:43:14) Paulo e Cristina: Catatuba, nesse caso foi um edital da Caixa Economica, qualquer pessoa pode mandar um projeto para o ano seguinte. Você pode se informar na própria Caixa. É uma escolha isenta. Eles viabilizam. Aqui em SP temos dois espaços, mas em várias cidades do Brasil. Se é uma idéia coerente com a proposta do lugar. Para nós foi uma surpresa a escolha e aceitaçaõ do projeto. E a gente queri aquele lugar.
(05:43:15) observador: legal a rosa futebol mas ela passa q mensagem?
(05:43:22) Aracaju_33: Boa tarde! Tendo em vista o conceito passado ,para nos leigos que arte é sempre um momento ouo um estado de espirito do artista retratado atraves de formas,qual o seu "EU" utilizou para essa mostra urbana retradada, e se vc segui o estilo de Taumaturo Ferreiro que e´estreimamente urbano em seus quadros..E em que parte de artista plastico se enquadra?
(05:44:39) Paulo e Cristina: Observador, tem uma música do André Abujamra, que ele diz que lá de cima você vê tudo. Você vê a correria no transito, o futebol. O futebol é um espaço de lazer coletivo, você está lá em cima e vê as pessoas desenhando, de certa forma, o jogo.
(05:46:17) Paulo e Cristina: Aracaju, acho que somos artistas contemporâneos. È um trabalho atual, de pesquisa, onde a gente está se lançando numa experiência inédita, é a vontade da arte estar comunicando o máximo para os cidadãos. O objetivo é a arte o mais pública possível. è a arte ligada à vida urbana, no fundo.
(05:46:24) juba: em que consiste os retratos que voces pretendem fazer com as fotos 3/4?
(05:46:40) sandrinha almavera: oi vcs estão de parabéns na me canso de admirar suas maravilhas enquanto vou e volto p cas
(05:47:13) MBreed: parabéns pela exposição. trabalho com fotografia em curitiba e estou terminando a faculdade de arte. Nessa reta final ter encontrado o trabalho de vcs foi ótimo! A interação entre diversas linguagens artísticas tendo a fotografia como base ficou excelente! Parabéns novamente!
(05:47:25) Paulo e Cristina: Juba, pela exposição, é uma forma de a pessoa deixar a imagem dela no espaço. Tem uns objetos de vidro que a pessoa coloca dentro, e elas passam a fazer parte da exposiçaõ. No dia 11, o Paulo vai estar desenhando a pessoa.
(05:47:42) Paulo e Cristina: Sandrinha, que legal.
(05:48:10) Ana: O que vcs acharam da bienal [[
(05:48:31) Paulo e Cristina: MBreed, venha para SP, estamos com várias exposições. Vale a pena você vir, mesmo estando estudando.
(05:50:14) Paulo e Cristina: Ana, eu gostei. Eu acho que eu vi a Bienal mais como professor do que como artista. Eu acho uma exposiçaõ importante e gostosa de se ver. Eu acho que ela trouxe muitas questões para se pensar. Algumas que a gente não concorda muito, vale a pena ver. Eu acho que ela tem essa importancia. Você não precisa entender, você pode apenas desfrutar. Se você tem tempo e quer mergulhar, é possível.
(05:50:18) val: Se vcs tivessem que definir a cidade por uma cor, qual seria ela, vista de cima
(05:50:18) teles: oi...gostaria de perguntar sobre o material utilizado na obra rosa futebol? giz de cera, lápis de cor?
(05:50:32) evanzinho: como VCs descobriram a arte na vida de VCs ???
(05:51:44) Paulo e Cristina: Val, acho que ela é mais colorida do que eu imaginava. Não é cinza. Ela tem vários matizes. É uma mistura de tons, varia muito com o horário, com o sol, durante o por do sol tem vários dourados. Cor de madrepérolas, furtacor. Não tem definiçaõ, está sempre em movimento.
(05:52:51) Paulo e Cristina: Teles, a foto foi ampliada em canvas, foi montada numa prancha de MDF em forma de rosa. Depois trabalhamos com o crayon branco, que é um giz, e um pouquinho de nanquim. Depois o giz foi fixado verniz acrílico.
(05:53:59) eu_aki: qual foi o lugar que voceis mais gostaram de trabalhar?
(05:54:35) Paulo e Cristina: Evanzinho, eu acho que foi na infância. Mas a consiência veio na Arquitetura. O que ajuda muito é conhecer a história da arte, que é uma delícia, é um grande prazer. Ajuda muito saber como a arte transformou o ser humano. Curtir a história da arte é delicioso e isso eu vivi na faculdade. E do prazer que isso traz para as pessoas que produziram a arte e pra nós também.
(05:54:59) Cara de pau: vcs pretendem digitalizar tais trabalhos para que outras pessoas em outras cidades possam ter acesso?
(05:55:13) Gabriele: ola Paulo.....gostaria de lhe dar o parabens e falar que fico feliz em pensar que vc foi meu professor na FAUS......
(05:55:17) Paulo e Cristina: Eu_aki, acho que o MASP. O Copan, o Itália, o Hilton e o Anhangabaú são os pontos prediletos.
(05:55:55) gêh: vocês não acham que hoje em dia tem muita obra de arte que precisa vir com bula? O trabalho de vocês é legal porque fala por si só!
(05:56:23) Paulo e Cristina: Cara de pau, já temos aqui no UOL. Todas as imagens do MASP nós vamos ceder para o museu e para a fundação Lina Bo Bardi. A gente liberou a exposiçaõ para ser fotografada.
(05:56:46) Paulo e Cristina: Gabriele, eu fico alegríssimo. Te convido para vir na exposição.
(05:57:35) Paulo e Cristina: Gêh, eu acho perfeito isso. Eu não gosto de arte que você precisa ler para entender. Mas também não precisa entender para gostar, mas de qualquer maneira eu não gosto de bula não.
(05:58:33) Paulo e Cristina: Na Bienal, esse ano, estavam dizendo que uma das qualidades é que tem um textinho, talvez porque as pessoas são muito desconhecidas.
(06:00:22) Paulo e Cristina: A gente gostaria que todo mundo fosse ver a exposiçaõ, temos um email: voceestaaqui@uol.com.br e apesar das imagens estarem aqui, viver a exposição é muito legal. A gente tem ficado muito por lá. E convidar para quem quiser ir no dia 11, acho que vai ser uma performance divertida. Obrigado pelo interesse e pelas perguntas.
(06:01:42) alê moderadora: O Bate-papo UOL agradece a presença de Paulo von Poser e Cristina Guerra e de todos os internautas. Até o próximo!
Produtos UOL
Antivírus
Backup
Assistência Técnica