UOL Bate-papo

  • pessoas online
  • 7.577 salas abertas
  • 378.850 lugares

Bate-papo com convidados

BATE-PAPO COM Cris Poli - 05/06/2006 às 14h00

Cris Poli, educadora da versão brasileira do programa SuperNany

Eleita a SuperNanny brasileira, a educadora falou sobre o sucesso do reality show que vai ao ar nas tardes de domingo, no SBT. Sucesso na Inglaterra e nos Estados Unidos, o programa tem como proposta ajudar uma família que está com dificuldades em educar o filho. Argentina radicada no Brasil, Cris Poli dedicou 40 anos à Educação Infantil, atuou como professora de algumas das mais respeitadas escolas de Buenos Aires até se mudar para São Paulo e aplicar seus conhecimentos em colégios da capital paulista.

  • Leia mais sobre o sucesso de SuperNanny

  • (02:32:08) Lucas Z: Ola Cris
    (02:32:10) nena: oi
    (02:32:11) lili: olá
    (02:32:15) paty: oi
    (02:32:17) 100% gatão: oi
    (02:32:22) Sol: Olá Cris
    (02:32:34) Rodrigo: oi
    (02:32:36) ana: oi
    (02:32:43) Sol: Parabén pelo programa, assisto todos os finais de semana
    (02:32:47) Andreia: Vc acha que crianças criadas por avós são mimadas?
    (02:33:58) ProfessorAdair: Olá, Nany, como vai?
    (02:34:27) Cris Poli: Boa tarde a todos. Obrigrado pelo convite. Será um prazer em responder as perguntas de vocês.
    (02:35:59) Cris Poli: Andreia, não. Não acho que isso é uma regra. Acho que os pais devem estabelecer as regras do jogo. E passar isso para quem vai criar as crianças. Tudo depende das regras dos pais.
    (02:36:01) THOMAZ: Ola nany qual foi sua pior experiencia com crianças?
    (02:36:59) Kauã: Gostaria de saber como as crianças reagem ao serem perceguidas pelas camera do programa , se isso não interfere na reação delas
    (02:37:55) Cris Poli: THOMAZ, eu não tenho "pior" lembrança de crianças. Eu lembro do episódio dos qudrigêmeos, que davam muito trabalho, por que eram em 4. Crianças quando estão juntas dão muito mais trabalho, por que agem como se fossem uma "gangue": um encoraja o outro e dá força ao outro.
    (02:38:37) Ana: tenho uma criança de 09 anos com paralisia cerebral, como dar limites sem ser "malvada"?
    (02:39:32) Cris Poli: Kauã, no começo as crianças ficam um pouco intimidadas, mas outras querem das "show" às câmeras. Mas quem interage com eles sou exclusivamente eu. Com o tempo, as câmeras são apenas detalhes, apenas obejtos que estão na casa.
    (02:39:54) regiane: Ha uns dois programas atrás, vc atendeu uma mulher que tinha 3 crianças; no final, deu pra perceber que ela naum gostou da sua ajuda, é comum, as mães naum aceitarem a sua proposta para mudar a rotina
    (02:41:37) Cris Poli: Ana, olha... Eu tenho um testemunho muito bom de uma fono, que trabalha com uma criança assim. A partir do momento que essa fono viu o programa, começou a repetir as minhas técnicas. E ela entrou em contato comigo para falar do sucesso do métedos. Tente ter uma autoridade, postura como você fala. e fale com ele de igual por igual. Fale com a criança na altura dela. Coloque os seus olhos na altura dos olhos deles.
    (02:41:57) sunshine: como eu posso fazer o quadro de tarefas? Estou criando um com meus filhos para colocas estrelinhas como forma de incentivá-los. Vc pode nos dar um modelo?
    (02:42:57) Cris Poli: regiane, isso não é comum. Foi um caso. A questão era dificuldade da rotina do casal. No tempo em que estava lá, o casal ia bem... Mas quando eu deixei a casa, percebi que a realidade do casal era um problema. Para a solução dos problemas com os filhos, eu preciso da unidade do casal.
    (02:43:00) Mãe: você concorda que a "famosa palmada" surte efeito na hora da teimosia, da birra?
    (02:44:15) Cris Poli: sunshine, nos programas eu mostro vários modelos. Fiz um com estrelinhas e agora eu mostro outros. Temos um com um super-herói que subia os andares do prédio. Um para meninas, é com pétalas de flor. Mas o mais simples, é o de estrelinhas.
    (02:44:52) Caxias: Minha filha dorme conosco desde de quando nasceu , vejo que ela sente medo de tudo , poderá ser por isso
    (02:45:26) Cris Poli: Mãe, eu creio que a palmada é um descarrego de raiva, na hora. A criança obedece por causa do susto, mas assusta. O mais importante é a disciplina. O bater na criança não ensina, mas agride.
    (02:46:42) erika: gostaria de uma ajuda para educar meu filho ,o pai dele faz tudo que ele quer e eu tento ensinar ele fazer as coisas sozinho,ele tem 5 anos eu tenho 24 sou dona de casa meu marido tem 26 e trabalha fora ,por favor me ajude estou enlouquecendo...
    (02:47:27) Cris Poli: Caxias, eu creio que vocês devem ver a causa. Por que ela sente medo? O medo é a insegurança. Quanto mais tempo passa, mais difícil vai ser em tirar essa rotina. Vejam os programas e aprendam métodos para mostrar como as crianças fazem para dormir sozinha.
    (02:47:49) Adriana/UOL:
    Divulgação

    A "SuperNanny brasileira

    (02:48:30) fabiano: Boa tarde, Cris Poli, você acha que o acesso fácil a internet , a video game com jogos violentos, ou até mesmo desenhos que mostram cenas de briga, não atrapalha a educação da criança, e o que fazer no caso para afastar a criança dessas atividades?
    (02:48:56) Cris Poli: erika, então. A primeira coisa é conversar com o marido. Ele está pequeno, e dá tempo para resolver o problema. Mas você e o seu marido têm de entrar num acordo.
    (02:49:07) eduardo.: aonde voce (cris poli) aprendeu todos os metodos que voce usa?
    (02:50:24) Cris Poli: fabiano, sem dúvida!! Quanto mais a criança tiver contato com essa situação, mais birrenta vai ficar. Resultado: controle o que as crianças vêm e por quanto tempo. Mas a resposta não é apenas proibir. As crianças têm de ter uma opção. E a opção tem de ser legal.
    (02:51:05) dsignerflex: Como faço para diciplinar um garoto de 13 e uma menina de 10 que brigam o tempo inteiro e gritam demasiadamente,
    (02:52:12) Cris Poli: eduardo, eu aprendi os métodos, os princípios, filhos... Na Escola do Futuro. Estou em contato com a escola antes mesmo dela existir. Os princípios são dados na Escola do Futuro, que tem sede em São Paulo. É uma escola biligue, cujo foco de trabalho envolve a família. Está muito parecida com o trabalho que faço na TV.
    (02:53:13) maiara: você se arrependeu de algum método aplicado?
    (02:53:48) Cris Poli: dsignerflex, eles já têm 10 e 13 anos... A personalidade da criança se forma dos 0 a 10 anos. Eles têm uma base já formada, mas ainda há solução. Vocês precisam reeducá-los. E coloque os motivos da reeducação deles. Eles precisam entender a importância da opinião e regras dos pais.
    (02:54:44) ALEXANDRE: A escola q vc trabalha, se eu não me engano, tem um público de classe alta, não dá para se aplicar em todas as camadas da sociedade. Como agir vc está falando sobre esse acompanhamento, não está frustando os pobres
    (02:54:54) Cris Poli: maiara, não. E sabe por quê? A observação é MUITO importante. Eu analiso as necessidades das famílias e das crianças. Existem uma processo de análise de todos da casa. E sei qual método usar em cada caso.
    (02:56:06) Turzao: vc tem filhos e quando pequenos sofreu como esses pais que participam do programa?,
    (02:57:22) Cris Poli: ALEXANDRE, a Escola do Futuro não tem um público de classe A, somente. 40% dos alunos são bolsistas. A escola tem um projeto que se chama "Adote um Aluno". Existem pessoas que adotam crianças e pegam pelo ensino delas. A escola alcança vários níveis sociais. Mas o que eu mostro na TV pode ser usado, em casa, por qualquer pessoa, independente das classes sociais.
    (02:57:33) witch: oi, tenho um bb d 1anoe 2 meses, mas ele começou a alguns dias fazer birra, antes ele colocava os dedos na garganta até regurgitar óu até q alguém fizec o q ele queria, agora q ele está andando sai pela casa gritando, todo se tremendo e puxando os dedos, este fds ele começou a se jogar no chão e com a força q ele tm ñ consigo evitar qdo estou na rua...o q eu poço fazer pra cortar essas birras dsd agora pra q ñ piore ainda mais a situação??
    (02:58:32) Cris Poli: Turzao, tenho 3 filhos. Todos casados. Tenho 3 netos, também. Quando eles eram pequenos, não existia "SuperNany". Mas eu e o meu marido usamos os princípios das regras em casa.
    (02:59:35) karllos: vc utiliza algum criterio antes de escolher o caso em que vc vai trabalhar ou nao e vc que escolhe os casos que irao ao ar?
    (03:00:53) Cris Poli: witch, com 1 ano e 2 meses ele ainda não entende conceitos de disciplina, mas ele entende a autoridade. Ele sabe quando você está brava com ele. Um dica: olho nos olhos dele, na mesma altura dele, fale que você desaprova tudo que ele faz de errado. Passados dos dois anos, você pode colocar mais regras, de maneira mais clara. Agora, use a cara de brava. Ele vai entender muito bem.
    (03:01:08) karen: vc mantem contato com os pais das crianças que vc ajudou?
    (03:02:48) PAIZÃO: o programa vai a outros estados?
    (03:02:56) Cris Poli: karllos, não sou eu quem escolhe os casos. Existe uma equipe que faz isso. E antes de eu entrar na casa, existe um processo de seleção, até conversa com psicólogos. Antes de eu entrar, uma equipe de reportagem vai até a casa e vêm a dinâmica da família. Eu recebo um relatório completo para que eu posso trabalhar com as famílias.
    (03:03:42) Cris Poli: karen, eles entram em contato com a produção. Alguns me mandam e-mails. É legal nos revermos. Encontrei alguns em programas de televisão.
    (03:04:11) Cris Poli: PAIZÃO, nessa segunda temporada temos previsão fora do estado de São Paulo.
    (03:04:15) Anna Beatriz: Já teve algum caso de mãe solteira??? Como seria o procedimento? O mesmo?
    (03:04:42) Cris Poli: PAIZÃO, é só você se increver no site www.sbt.com.br/supernany ou www.queroparticipar.com.br
    (03:04:53) Cici: Gostaria de saber a apartir de que idade a criança já é capaz de entender porque está no cantinho da disciplina!
    (03:05:19) Cris Poli: Anna Beatriz, a gente ainda não teve nenhum caso assim, mas queremos! A princípio, o procedimento é o mesmo, mas temos de analisar o caso.
    (03:05:30) rose: Minha filha tem 2 anos e 3 meses , fica c/ minha sogra, pois eu trabalho, andei percebendo que ultimamente tenho q falar muito mais com a minha filha pois ela está ficando muito teimosa, as vezes mostra até a lingua, meu marido fala q eu não devo ficar falando alto com ela ou gritar, pois ela acaba chorando e fazendo a mesma coisa, ela é uma criança muinto esperta, mas ainda está usando fraldas, eu tendo tir em cs, mas, não sei se a minha sogra está tirarndo, como devo agir?
    (03:05:43) Cris Poli: Cici, a partir de dois anos e dois anos e meio. Antes disso ela não entende.
    (03:07:46) Cris Poli: rose, a primeira coisa a fazer é conversar com seu marido, e os dois falarem com a sua sogra. É importante ter a unidade com seu marido. Acredito que a avó está mimando a ponto de ter estas posturas. Mas é importante vocês falarem com a avó da criança os dois juntos!
    (03:07:52) MARA: O QUE DEVO FAZER QDO O FILHO ESTÁ REBELDE POR CAUSA DA SEPARAÇÃO DO CASAL ELE TEM 4 ANOS?
    (03:07:57) Alex29sp: Minha filha tem seis anos, ela esta mentindo muito o que posso fazer para ela melhorar?
    (03:09:17) Cris Poli: MARA, é uma situação delicada. Vocês dois, os pais, têm de conversar com a criança. É preciso explicar o que está acontecendo. Claro que devem levar em consideração o emocional da criança. Explique que a seperação é física. Mostre que eles serão SEMPRE os pais da criança.
    (03:10:51) Cris Poli: Alex29sp, quando uma criança mente, ela está querendo mudar uma realidade que não a agrada. Entenda o porquê da mentira. Não adianta bater nela, brigar com ela... Ela já está numa idade em que ela entende uma conversa destas.
    (03:12:54) Cris Poli: Duas coisas para falar: a primeira é - dê amor aos seus filhos na educação. O limite deve estar junto da educação. E a segunda coisa que quero falar é que a primeira temporada está acabando. E convido os interessados a se inscreverem para a segunda edição. Obrigada por tudo!
    (03:13:03) Lu Moderadora: O Bate-papo UOL agradece a presença de Cris Poli e de todos os internautas. Até o próximo!
    Produtos UOL
    Antivírus
    Backup
    Assistência Técnica