UOL Bate-papo

  • pessoas online
  • 7.577 salas abertas
  • 378.850 lugares

Publicidade

Bate-papo com convidados

BATE-PAPO COM Quinteto em Branco e Preto - 22/07/2008 às 19h00

Grupo conversou sobre o terceiro álbum, "Patrimônio da Humanidade", em que falam sobre o universo do samba e prestam uma homenagem ao gênero. O CD conta com as participações da Velha Guarda Paulista e escolas tradicionais como Vai-Vai, Nenê de Vila Matilde e Camisa Verde e Branco.

  • Ouça Quinteto em Branco e Preto
  • Leia as letras das canções do grupo
  • Músicas do grupo na UOL Megastore
  • Assista ao vídeo do papo na íntegra:


  • (07:13:44) Quinteto: O CD "Patrimônio da Humanidade" foi um convite do Marcelo Bosco da gravadora Trama que nos deus muita liberdade artística na sua criação. Ficou a nossa cara, super legal.

    (07:07:42) kk5w: oi, como vcs veem essa moda de samba com a juventude?

    (07:14:26) Quinteto: kk5w, na realidade o samba sempre teve a sua renovação desde que foi criado, a cada década vai se renovando. Sempre aparece gente nova para renovar, então é uma continuidade. Claro que em todo estilo musical há gente boa e ruim.

    (07:07:42) rodrigo: oq alem do samba é patrimonio da humanidade pra vcs?

    (07:15:12) Quinteto: rodrigo, toda cultura popular, desde que tenha a sua essência é um patrimônio da humanidade para nós, assim como tudo o que vem do povo. As pessoas às vezes perdem o foco.

    (07:07:45) kk5w: queria saber quem vc quiseram homenagear nesse cd, digo especificamente... quais maiores idolos do grupo?

    (07:15:46) Quinteto: kk5w, tem bastante gente, como o Nei Lopes, Wilson Moreira, Paulo da Portela, Heitor dos Prazeres, Geraldo Filme e Paulinho da Viola e Martinho que são dois ícones para nós.

    (07:10:11) maristela: como se encontrarm, como começaram a tocar juntos...

    (07:16:55) Quinteto: O grupo se formou em 1987 e neste mesmo ano a nossa madrinha Beth Carvalho apareceu onde nós nos apresentávamos, o Boca da Noite e lá viu o nosso trabalho, adorou e deu o nome de Café com Leite. Mas não pudemos usar porque já havia um grupo com este nome. E três anos depois ela nos deu este nome. Aí se juntou as gerações, fizemos um programa televisão e passamos a acompanhá-la. Ficamos sete anos trabalhando. Conhecemos o Brasil inteiro e fizemos shows no exterior, Europa e EUA. E a relação foi se estreitando porque muitas coisas que aprendemos foi com a Beth.

    (07:11:43) fulano: Eu sei que todo banda já ouviu criticas no percorrer de sua carreira, vcs já tiveram alguma critica quanto ao trabalho de vcs?

    (07:17:40) Quinteto: fulano, isso é uma coisa natural, mas graças a Deus temos mais elogios do que críticas. No meio artístico temos um prestígio muito grande.

    (07:15:12) fogueteira: Que tipo de som o grupo curte?é só pagode/samba?

    (07:18:23) Quinteto: fogueteira, nós somos colecionadores da música, em tudo o que tiver música nós estamos. A única coisa que pedimos é qualidade. Ouvimos música do mundo todo e trazemos o que é de bom para o samba.

    (07:18:58) Quinteto: A nossa relação com a música acontece naturalmente, como somos estudantes de música muitas vezes as coisas vem até nós. As pessoas vêem a nossa preocupação com a música.

    (07:17:49) pedra sabao: como vcs definem a sua carreira no Samba, qual a maior alegria e a maior tristeza ?

    (07:20:46) Quinteto: pedra sabao, a maior alegria é fazer música boa, poder estar trabalhando com a música, fazer o que gostamos. Isto é a nossa maior alegria. Hoje estamos podendo viver da música e fazendo música boa. A tristeza é que o Brasil não dá o valor à música brasileira mesmo. Não temos muito apoio. Vemos artistas da periferia com muito valor, as pessoas precisam saber. Nós queremos divulgar a nossa cultura, mas também ajudar as pessoas porque a diversidade também ajuda.

    (07:17:50) drica: meninos, falem sobre o show do rio da semana que vem

    (07:21:38) Quinteto: drica, este show foi um lançamento que fizemos no Sesc Pompéia e agora vamos fazer um show com mais requinte no RJ, o berço do samba, com a Beth Carvalho, Trio Calafrio e Nei Lopes.

    (07:17:50) Mulher Digital: Adoro o visual de vcs, sempre muito finos, a capa do Cd está linda, foi produzido por uma mulher rs?

    (07:22:45) Quinteto: Mulher Digital, a Manu já entendeu tudo logo de cara. Mas sempre tivemos esta idéia mesmo, então a capa é o que nós somos mesmo. Nós queríamos uma coisa glamourosa e a roupa foi um grande sucesso. A elegância é porque o samba e o público merecem.

    (07:17:55) maristela: tem participacao de gente da Vai-Vai, Nenê de Vila Matilde e Camisa Verde e Branco no cd. queria saber como vcs veem as rixas de escolas de samba... é como time de futebol ou dar pra gostar d mais de uma rsrsrs

    (07:25:42) Quinteto: maristela, a rivalidade existe na hora que vai desfilar, mas entre sambistas a amizade prevalece. Às vezes são famílias. Mas a idéia é mostrar que existe esta raiz. Eu já desfilei na Camisa Verde e Branco, lá têm compositores fantásticos, é um grande patrimônio da cidade. E também na Vai Vai. Em SP tem que haver mais interesse por estas escolas, a velha guarda, pois tem muita coisa oculta. Aos poucos estamos tentando melhorar isso. Também estamos tentando melhorar a qualidade das escolas de samba para as crianças que estão chegando.

    (07:18:23) fulano: o que vocês acham da pirataria e do povo que baixa músicas na internet?

    (07:28:35) Quinteto: fulano, eu não faria isso, não é porque o artista precisa ganhar o seu dinheiro. Tudo o que vem para mim tem que ser original. Porque os piratas são um lixo com um plástico por fora. Então se está jogando o dinheiro no lixo. Não tem qualidade. Para o artista é ruim, mas mais para a pessoa porque é melhor gastar um pouco mais para ter uma capa bonita e com um histórico do disco. Todo o trabalho como a capa e fotos tem que ser valorizados. Hoje os artistas não estão ganhando tanto dinheiro, estamos em um processo tão difícil porque o mais prazeroso para nós é transmitir a mensagem, hoje o que está valendo mais a pena é ganhar a dignidade, este é o grande presente.

    (07:18:28) fogueteira: e ai glera blza? como foi o inicio da carreira de vcs? e gostaria de saber se ja ficaram ricos?

    (07:30:09) Quinteto: fogueteira, ricos de saúde e prestígio da rapaziada. É complicado para artistas que vem da periferia, tem filhos para criar e tem que levantar cedo para trabalhar e tocar pandeiro a noite. Nós tivemos muitas chances de ganhar dinheiro, mas não nos vendemos porque o maior privilégio é ver nos olhos das pessoas uma esperança. Como temos encontrado tudo isso, estamos satisfeitos. Se não acontecer de ficarmos ricos o caminho é fazer o bem e ajudar quem está próximo.

    (07:23:40) caroline: quantos anos vc ja tem com samba

    (07:30:56) Quinteto: caroline, profissionalmente com o Quinteto já faz 11 anos. Acompanhamos alguns artistas na noite e no total deve dar uns 18 anos.

    (07:23:40) gastao vidigal scs: eai vcs se lembrao quando moravao na gastao em sao caetano?

    (07:31:22) Quinteto: gastao vidigal, nós moramos na casa de um tio que nos acolheu num periodo de dificuldade, foi bacana.

    (07:23:43) zeca pacotinho: mas afinal, pq o samba nao tem tanto espaco na midia? é ainda preconceito por ter raizes negras e tal? ou isso ja é bobagem?

    (07:32:39) Quinteto: zeca pacotinho, isso também e não só no samba. Em comparação com os negros americanos, o governo norte-americano apóia a cultura muito mais que aqui. Nós não precisamos de muito, só um pouco. Hoje temos muita dificuldade no Brasil, ao fazer um show a qualidade do som é tão ruim, isso sem contar outros lances.

    (07:23:52) Juliana: Olá! Gostaria de saber oq vocêis acham do preconceito contra os sambistas q há no mundo de hoje?

    (07:33:41) Quinteto: Juliana, no caso da música negra americana e a brasileira, lá fora eles conseguiram se organizar, montar uma estrutura, montar um negócio, ter produtores e gravadoras. E aqui não conseguimos por causa da condição social. A elite não é do samba, não temos uma elite negra para dar este apoio.

    (07:23:57) leo: Vcs ainda fazem o samba da vela ?

    (07:36:26) Quinteto: leo, fazemos toda segunda-feira e esta última foi o máximo, foi lindo. Fizemos o aniversário no Sesc Pompéia e repetimos no Samba da Vela. O Samba da Vela é um reduto de compositores criado para que os compositores possam mostrar a sua própria obra. Nós cantamos até a vela apagar, é um relógio porque o samba não tem fim. No final tem uma comida de panela inspirada nas festas dos sambistas antigos. Fica na casa de Cultura de Santo Amaro. Já foram pessoas do mundo inteiro lá. É um ponto turístico.

    (07:38:29) Quinteto: A música "Prisão Especial" é uma sátira que o Nei Lopes fez as majors.

    (07:36:28) Sebá - Inimigos Da: Um grande abraço pra todos vcs, nós do Inimigos da HP somos muito fãs do Quinteto e gostaria de parabeniza-los pelo sucesso e pelo samba de primeira qualidade. Um grande abraço, muita paz, saúde e sucesso.

    (07:38:57) Quinteto: Sebá - Inimigos Da HP, um grande abraço a esta rapaziada legal, gente boa mesmo.

    (07:36:31) Gustavo Berto: o que falta para o QUINTETO estourar na Mídia de São Paulo?!

    (07:41:21) Quinteto: Gustavo Berto, não temos muita preocupação com isso, o negócio é natural. Nas comunidades de samba que vamos hoje somos conhecidos. Então se a mídia puder nos abraçar será legal, mas também se não puder sem problema. Está faltando às pessoas se identificarem com a sua própria cultura. Dependendo com a tribo que a pessoa está ela muda a sua cultura. De muitas coisas que eu conheço, eu mesmo busquei, quando o povo tiver este comportamento a mídia se acaba.

    (07:36:33) Tui: Moçada, boa noite. Sou admirador do trabalho de vocês. Ter a Beth Carvalho como Madrinha deve ser muito bom. Como é a convivencia com esse pessoal de peso? Quando vcs vem pra Ribeirao Preto?

    (07:43:12) Quinteto: Tui, é uma grande cidade, é só alguém nos contratar. A nossa relação com estas pessoas é maravilhosa. O respeito que temos por eles é percebido, então eles têm o mesmo respeito por nós. Muitos sambistas que acompanhamos sempre nos deram conselhos. Como o próprio Nei Lopes, já fizemos vários sambas com ele. A Alcione já gravou três músicas de nossa autoria. Temos participações com o Nei Lopes, Almir Guineto etc.

    (07:36:35) globeleza: Depois dessa lei que proíbe showícios vcs acham que foram prejudicados?

    (07:45:10) Quinteto: globeleza, é uma questão ideológica, se é para apoiar alguém com uma concepção igual a nossa, nós fazemos. Mas para acompanhar qualquer político não. Se formos apoiar um pilantra estaremos contrariando o que fazemos. O showmício é um processo de alegria, isto pode ludibriar o povo. Não é porque o pilantra traz o quinteto na nossa quebrada que vamos votar nele, não é por aí.

    (07:36:41) rik: boa noite sou de barueri fiquei sabendo que tem um integrante de vcs que morava em jandira ?vcs são todos da z/o?

    (07:45:24) Quinteto: rik, ninguém do quinteto morou em Jandira, mas gostaríamos.

    (07:36:44) gastao vidigal scs: eai ivison lembra qndo vc era o tecnico do time aki da rua nos campeonatos

    (07:45:48) Quinteto: gastão vidigal, eu organizava, fazia o campeonato da molecada na época. Foram grandes tempos, um abraço para a rapaziada.

    (07:36:47) ILMA: UMA CURIOSIDADE POR QUE ESSE NOME DO GRUPO

    (07:46:35) Quinteto: Ilma, as pessoas confundem por causa da questão racial, mas é por causa da roupa que é branco e preto. A própria Beth fala carinhosamente que são dois irmãos branquinhos e dois pretinhos.

    (07:37:02) Feba: Hoje em dia, quem é a maior revelação do samba na opinião de vcs? quem de bom está por aí?

    (07:48:29) Quinteto: Feba, as maiores revelações não estão na mídia. Tem várias pessoas bacanas como o Diogo Nogueira, a Graça Braga, o Luis Lira. No disco "Patrimônio da Humanidade" tem várias revelações. No Rio tem Nilze Carvalho. Em vários Estados também. Ficaríamos a noite inteira citando.

    (07:37:08) Pedro Junior: o qûê vcs acham do avanço da internet frente à industria de audio tv ?

    (07:50:11) Quinteto: Pedro Junior, são os dois lados da moeda, nesta hora é o que nós atribuímos a cada um. Eu pesquiso na internet e se achar legal eu compro. Então vai de cada um. A mídia tem que transmitir esta informação para as pessoas.

    (07:46:27) Babi :): vocês se inspiram no que ? para fazerem letras das musicas tão criativas quando á de voces?

    (07:51:49) Quinteto: Babi :), nos inspiramos em nosso cotidiano, mas existem várias influências. O fato de estarmos aqui pode ser um tema de um partido alto. Na escola de samba o tema é dado, lá a inspiração é sugerida. A inspiração vem de uma linha melódica e uma linha poética e com sua criatividade você desenvolve um tema.

    (07:46:43) André ZO: Boa Noite. Gostaria de saber se vocês já pensaram em expandir o projeto Samba da Véla ou fazer apresentações especiais em outros cantos da cidade?

    (07:53:30) Quinteto: André ZO, isto já acontece, fizemos shows no Sesc Pompéia e no interior também, inclusive em outros Estados. É um sonho nosso fazer o Samba da Vela em diversos Estados, mas teria que ter compositores com a mesma ideologia, com a nossa concepção.

    (07:46:50) Tuney: Adoro vcs QBP, gistaria de saber uma coisa, quem é aquela mulher linda que sempre acompanha vcs? Me dá o telefone dela rsrsr! O show do Credicard hall foi show de bola!!!!

    (07:54:20) Quinteto: Tuney, não pode fazer esta pergunta senão arruma uma briga lá em São Matheus.

    (07:46:53) maestro: salve rapaziada! satisfacao! o maestro julio medaglia costuma dizer que estao acabando com o negro brasileiro... que ele é um negro bonito, elegante e malandro do bem que faz musica boa, de qualidade. ele diz que estao acabando com esse negro pq o rap existe e as pessoas se espelham mais nos negoes americanos que ele considera nao ser musica. vcs cponcordam? estamos olhando mais pra fora que pra dentro?

    (07:56:55) Quinteto: maestro, em parte sim. O negro brasileiro tem a auto-estima baixa porque diante da situação que negrão do Brasil poderá ficar assim de peito aberto. Tem os dois lados da moeda aí. Mas existe uma auto-estima, tem muitos sambistas que tem uma elegância, como o Valter Alfaiate, o Paulinho da Viola. A mídia não mostra isso. Nós achamos importante mostrar esta auto-estima. Na comunidade em que vivemos como o Samba da Vela tem negros com muita auto-estima. É que não está exposto na mídia, infelizmente o Brasil não mostra o próprio Brasil.

    (07:46:56) maestro: queria saber oq vcs acham do rap, do racionais e cia... vcs costumam ouvir?

    (07:58:24) Quinteto: maestro, eu os respeito muito, os Racionais fazem um trabalho diferenciado. Eles não copiam nada, é uma coisa bem autêntica. O processo que passamos, o problema é que as pessoas que se espelham neles muitas vezes não entendem aquela mensagem e transmitem de maneira errada. Somos a favor de qualquer tipo de música, não é o gênero, mas o que as músicas transmitem.

    (07:49:05) pedra sabao: vai ter dvd??? quero dvd! parabens pelo trampo! responsaaaaaaaaaaaaa

    (07:59:53) Quinteto: pedra sabao, no momento ainda não temos dinheiro, mas há projeto. Queremos fazer um DVD bacana, com qualidade. Se for amador preferimos não fazer. Os DVDs no Brasil são muito fracos, vamos esperar para fazer com qualidade. As pessoas precisam ter prazer para assistir a um DVD. Se for para fazer que seja bonito e bem feito, pois o público merece.

    (07:49:14) zeca pacotinho: sp é mesmo o tumulo do samba? rsrs

    (08:00:43) Quinteto: zeca pacotinho, no samba não existe túmulo, só existe berço, esta é uma frase do Jair Rodrigues.

    (07:49:23) Venancio: Olá Vocês pensam em fazer um disco ao vivo no futuro?

    (08:01:36) Quinteto: Venancio, claro que pretendemos, mas com qualidade. Este som de disco ao vivo que acontece atualmente é péssimo. Uma música mal gravada dá esta opção para as pessoas ficarem sempre se contentando com o mais ou menos, somos contra isso.

    (07:50:11) Batida de Limão: Gostaria de parabenizá-los pelo trabalho de vocês e também por contribuírem para o Samba da Vela!!! Sempre admirei todos do grupo, e já assisti alguns shows da Beth Carvalho aqui em SP com vocês tocando!!! Gostaria de saber se atualmente vocês estão tocando com freqüência semanal na cidade de São Paulo?

    (08:02:20) Quinteto: Batida de Limão, todos os sábados tem uma feijoada na Santa Clara em Perdizes. Fica na rua João Ramalho, 1.085.

    (07:58:20) Ricardinho: estive em Araraquara no Botecão do Baile do Carmo. Eu acompanhei o show bem de perto do palco, mas percebi que vcs eram novidade na cidade, onde o samba é forte. É difícil divulgar o samba de vcs no interior de São Paulo, onde seria mto bem aceito?

    (08:03:34) Quinteto: Ricardinho, é difícil divulgar onde moramos, imagina fora. Ainda não atingiu a massa, mas a nossa divulgação é mais no boca a boca. O nosso público vem aumentando a cada apresentação. No Samba da Vela as pessoas levam os filhos, isto também é uma forma de divulgação para os mais novos.

    (08:01:05) globeleza: como vcs vêem a uniao do Samba com este lado eletrônico? eu cansei!

    (08:04:21) Quinteto: globeleza, eu não gosto. Não casou. Acho que não fizeram direito, tudo o que é feito direito funciona. De repente caiu em mãos erradas. Mas pode aparecer alguém muito genial que ao juntar as coisas faça um trabalho muito bem feito.

    (08:01:23) Harry: Boa noite! Estava semana passada no show da Maria Rita no Credicard Hall e tive uma excelente surpresa. Abertura do show pelo quinteto. Mas, realmente, o que aconteceu com o episódio da cortina e a Maria Rita teve mesmo que convencê-los a ficar?

    (08:06:01) Quinteto: Harry, estávamos encerrando o show e a cortina fechou a nossa ilusão. Todos acharam que foi um boicote, mas foi um acidente mesmo. Pelo menos ficou uma amizade muito bonita com a Maria Rita.

    (08:01:58) Del_TUbista(MPB): Olá, escutei o trabalho de vcs, sensacional, parabéns, precisamos de pessoas, com este astral, na mistura desta cultura, q possam estar brilhando, q podem estar tocando com esta alma viva, fazendo o SAMBA fluir....

    (08:06:12) Quinteto: Del_TUbista(MPB), muito obrigado.

    (08:02:14) do audio: Ola um abraço a todos ja trabalhei com vcs em varias gravação no ensaio da tv cultura quero mandar um abraços a vcs e muita sorte vcs são bons no que fa

    (08:07:24) Quinteto: do audio, com o nosso foram onze programas Ensaio. É uma maravilha, uma satisfação. É legal o olhar do Fernando Faro para nós, ele é muito especial e grande amigo nosso. Agora vamos gravar mais um com a nossa madrinha Beth Carvalho.

    (08:08:03) Quinteto: Obrigado.

    (08:08:07) Moderadora/UOL: O Bate-papo UOL agradece a presença do grupo Quinteto em Branco e Preto e de todos os internautas. Até o próximo!