UOL Bate-papo

  • pessoas online
  • 7.577 salas abertas
  • 378.850 lugares

Publicidade

Bate-papo com convidados

BATE-PAPO COM Rogério Skylab - 24/10/2003 às 23h00

Rogério Skylab, cantor e compositor

O autor de hits sinistros e escatológicos apresentou seu novo CD, "Skylab IV".

(11:15:41) Rogério Skylab: E aí galera, tudo bem? Rapaziada... vamos começar.
(11:15:47) Tom zezinho: oi, gosto muito do seut trabalho.
(11:15:47) Estagiario_ES: qual e a musica que vc mais gosta do seu CD?
(11:18:41) Rogério Skylab: Estagiario, a música que eu mais gosto? é muito complicado responder dessa maneira. Eu gravei uma música chamada "VOcê vai continuar fazendo Música?", que não está em CD nenhum... eu acho essa música do cacete, uma das minhas melhores músicas. Na verdade, essa música diz assim "Um agiota espera na porta da tua casa... você vai continuar fazendo música?" e assim vai, se desenvolvendo, e eu sempre vou me perguntando. As coisas mais terríveis acontecem comigo. Uma das frases é "nunca ganhou dinheiro, muito pelo contrário. e você vai continuar fazendo música?". e no último trecho: "a sua vida se afunda. você vai continuar fazendo música?". gosto muito pelo lado trágico. muitas pessoas relacionam meu trabalho com humor, e eu acho que ele, de fato, não está ligado ao humor, mas sim ao trágico. essa música é uma das que melhor expressam esse meu lado.
(11:19:14) Tom zezinho: o que você ouve hoje em dia?
(11:19:35) MaLa_Vei: Poque essas letras tão extravagantes?
(11:19:35) cocô: como que é sua relação com os fãs?
(11:19:40) Rogério Skylab: Há uma diferença entre o trágico e o tragicômico. eu não tenho relação nenhuma com o humor. se existe, ele é por acaso. mas meu tema é o trágico. um exemplo: você vai numa peça do Nelson Rodrigues por força de estilo, mas ele é trágico. eu me identifico com essa postura.
(11:20:47) Rogério Skylab: Tom zezinho, eu tenho ouvido muitas coisas. em música internacional ouço muito SOnic Youth e vem uma banda que vem pro Brasil, o White Stripes, principalmente do último disco "Elephant" - muito simples e de uma criatividade tremenda. Pra não citar Nick Cave ou então Tom Waits, que pra mim é fundamental. A nível nacional eu gosto muito do Rogério Skylab.
(11:22:27) Rogério Skylab: Tom zezinho, no meu caso é mais ligado ao delírio, à loucura... Eu estou lançando agora o "Skylab IV" que tem uma música chamada "Lave as Mãos": "quando você evacua, você lava as mãos antes ou depois? antes e depois? ou nem antes e nem depois?" e assim eu vou desenvolvendo até chegar "e quando você estupra a sua filha? você lava as mãos antes ou depois? antes e depois? ou nem antes e nem depois?"
(11:23:26) Enriyus: Skylab......curto seu trabalho desde quando vc foi no Jo Soares pela primeira vez ainda no sbt............vc tocou motossera........música q acabou se tornando um hino pra mim e pro meu grupo de amigos.......vc vai tocar essa música no show de amanhã?????
(11:23:34) Rogério Skylab: Mala_Vei, extravagantes? eu não exatamente o que você quer dizer com isso. Mas uma coisa é certa: a minha proposta de trabalho é anti-MPB. e a coisa que a MPB mais parece que tem é uma coisa insossa, sem graça, que eu diria higiênica. Eu vou contra esse direcionamento. O que pauta a MPB, desde Caetano e Gil, é a racionalidade. O meu trabalho é irracional.
(11:23:48) Sozinho no apê: O que o pessoal do banco onde vc trampa pensa de você?
(11:24:55) Rogério Skylab: cocô, a minha relação com os fãs é uma relação direta através do meu site www.rogerioskyalab.com.br e tento fazê-lo o mais interativo possível. de igual pra igual, sem estrelismos. da mesma forma que na minha música eu xingo uma porção de ícones, não tenho respeito algum, eu quero que meu público não tenha nenhum respeito por mim. no meu site as pessoas me xingam e eu coloco lá, contra o estrelismo que sempre reinou na música popular brasileira.
(11:26:12) Rogério Skylab: Enriyus, eu vou tocar "Motoserra". Como várias músicas minhas, eu aproveito o mote ecológico pra fazer algo anti-ecológico. meu trabalho é de perversão. eu faço um elogio na motoserra. O sentido dela não é cortar árvores, é cortar outras coisas.
(11:27:33) Rogério Skylab: Falando nisso, vai sair um remake do "Massacre da Serra Elétrica" e eu estarei lá. este filme é um clássico pra mim. e o meu clipe, "Parafuso na Cabeça", novo single que vai passar na MTV se Deus quiser, ele é baseado nos filmes trash, nos filmes B, e também um pouco no expressionismo alemão. Nele eu sou um médico corcunda em que eu opero uma pessoa, todo em preto e branco.
(11:29:46) Estagiario_ES: O que vc me diria a respeito da Musica Brasileira? poderia ser melhor ?
(11:29:46) Guilherme: o q te inspirou para escrever matador de passarinho ?
(11:29:48) Rogério Skylab: Enriyus, meus clássicos do filme B são o 1º Sexta-Feira 13, Massacra da Serra Elétrica, à meia-noite levarei sua alma... cabo do medo do Martin Scorcese, um filme maravilhoso. pra quem gosta de violência como eu, é um prato cheio. gosto muito de ver vale-tudo na televisão, proque é porrada mesmo. e eu gosto de ver sangue. eu sempre gostei de frequentar hospital, principalmente pronto-socorro - ver gente tudo arrebentada, é algo que me dá certo prazer. tem um filme maravilhoso do Cronenberg chamado "Crash" que me impressionou profundamente, que influenciou toda a minha estética. GG Allin, cantor punk, que cagava no palco, se rasgava... eu não tenho coragem pra tanto.
(11:31:47) Rogério Skylab: Sozinho no apê, o pessoal que trabalha comigo não pensa porra nenhuma, porque eu vou ali, faço o que eu tenho que fazer e vou embora. eles não tem que achar nada. eu sou uma pesoa muito simples, muito comum. que anda na rua, andam de ônibus, ouço as pessoas falando, vou pro botequim, inclusive sou pobre. a música nunca me deu dinheiro, sou trabalhador. e eu sou tão normal que pareço maluco. essa sacada desse seriado da Globo, que perdeu todo o sentido, que à princípio parecia bom (BBB). você é tão normal que parece maluco. eu gosto de colocar em questão o conceito de normalidade.
(11:33:12) Imagem UOL:
(11:33:49) Rogério Skylab: Estagiario ES, a música brasileira, você pode falar em todos os tempos, é uma merda. vou te explicar porque: falta audácia. ela é higiênica. eu não suporto ouvir música brasileira, cheia de ícones, Tom Jobim, Chico Buarque, Caetano Veloso não representam nada pra mim. Rimbaud é muito mais importante pra mim.
(11:34:03) MaLa_Vei: O que sua família acha desse trabalho?
(11:35:25) Rogério Skylab: Guilherme, o "Matador do Passarinho", eu já falei pra muita gente, é inspirada numa outra música. um dos meus temas prediletos é o de se apossar do trabalho dos outros pra compor o meu, uma idéia de roubo no sentido ativo do termo, se apossar. o "Matador de Passarinho" é uma perversão do "Passaredo" do Chico Buarque e do Francis Hyme. "Cuidado passarinho, o homem vem aí" canta a original. Eu também falo de vários nomes de passarinho, mas eles servem pra eu matar todos eles.
(11:35:32) Imagem UOL:
(11:36:05) Urubú: vc já teve algum problema com religiosos?
(11:36:34) Rogério Skylab: Mala_Vei, a minha família detesta o meu trabalho. e vou ser franco, a minha relação, até de vida, eu não valorizo muito a família não. a família é uma coisa herdada, isso que é ruim. o importante é você constituir uma família, toda uma relação de pessoas que são chegadas a você. você, internauta, que está me fazendo perguntas, é mais próximo de mim que o meu irmão ou a minha irmão.
(11:37:35) Rogério Skylab: Urubu, não. a religião pra mim não é um problema. a morte de Deus pra mim não é problema. o ateu precisa negar Deus - é importante que exista pra negar. prao agnóstico Deus não é mais um problema. pra mim religião não é questão, ela não existe.
(11:37:41) Urubú: vc continua como independente pq quer ou por falta de proposta de gravdoras?
(11:37:49) Tom zezinho: qual a diferença entre o seu trágico e o trágico do Renato Russo ?
(11:38:35) Rogério Skylab: Urubu, por falta de proposta de gravadora, porque eu gostaria de estar numa major a ponto de distribuir meus discos a nível nacional, pelo Brasil inteiro. ninguém gosta de ser maldito, e essa palavra está em plena decadência, que vem da década de 70. eu tou longe de ser maldito, não quero ser isso não. quero divulgar meu trabalho. agora, se as gravadoras têm medo.
(11:39:54) robson (londrina): que tipo de som vc gosta de ouvir quando esta em casa tranquilo
(11:39:57) Rogério Skylab: Tom Zezinho, eu não sei, é uma pergunta legal... eu ouvi Renato Russo na época, mas tinha uma coisa nele que me incomodava: a sensação de que ele estava falando conversinha pra adolescente - aliás, o público dele sempre foi de menininhas. uma conversinha meio... a minha é mais escatológica, mais violenta. o renato tinha músicas até legais. e pra falar de rock dos anos 80, o "Cabeça Dinossauro" pra mim é um disco-ícone, uma porrada.
(11:40:01) Sozinho no apê: Como é a capa no novo CD? qual a idéia dela?
(11:41:26) Rogério Skylab: robson (londrina), eu gosto muito de ouvir música contemporânea. gosto de ouvir John Cage. Stockhausen também. aliás, numa música chamada "Segunda-feira", do Skylab III, tem uma referência explícita ao compositor alemão. Bartok, Varése, Beril... compositores atonais contemporânea, músicas experimentais maravilhosas para momentos tranquilos.
(11:41:38) Urubú: quais músicas são baseadas em histórias verídicas???
(11:42:52) Rogério Skylab: Sozinho no apê, a capa é uma foto de família, é o meu sobrinho. eu escolhi essa foto porque esse meu sobrinho passava duas expressões pra mim: uma de profunda tristeza e uma de morbidez, meio tarada. mórbido e tarado ao mesmo tempo. isso me levou a fazer essa capa. talvez esse seja um dos discos mais poéticos meus, sem ser água-com-açúcar. ética, poesia e porrada.
(11:43:40) Imagem UOL:
(11:44:06) Rogério Skylab: Urubu, é engraçado, nenhuma é baseada em história verídica, porque nenhuma inspiração minha vem desse cotidiano, dos fatos da realidade, porque não me interessam. há uma diferença entre um trabalho biográfico e vivencial. o meu é vivencial - coisas que me afetam no lado psicológico e subjetivo, que não tem ligação com acontecimento real. eu não faço música porque perdi a namorada.
(11:44:13) cocô: vc pretende lançar as musicas cancer no cu e chico xavier algum dia?
(11:44:24) Enriyus: Vc disse no programa Jo Soares...q gosta de assistir programas animais da discovery...principalmente a perseguição da onça atrás do viadinho.....vc não pretende fazer uma música sobre isso?????
(11:45:53) Rogério Skylab: Eu gosto de ler blog, porque, veja bem, no fundo é um diário... o blog é auto-biográfico, e eu gosto de saber como é a vida das pessoas. tenho curiosidade por isso. e tem blogs extremamente criativos. tem o de um cara, chamado MOsquito, hilário, criativo... tem o blog do Vela, engraçadíssimo também. do Seu Madruga lá do RJ. sempre tive fetiche por diário roubado, de entrar na intimidade da pessoa. eu gosto de invasão.
(11:47:11) Rogério Skylab: cocô, eu pretendo. eu acho que seria uma dívida que eu tenho para com o meu público e mesmo para mim. ainda acho que não é momento, mas um dia eu vou lança-las. o Chico Xavier é o maior farsante do brasil e sempre achei que ele tinha um jeitinho de viado, assim como o Roberto Carlos tem perna-de-pau, não é mecânica nada. é a mesma coisa também.
(11:48:09) Yo La Tengo: costuma navegar muito na internet? o que acha de programas como kazaa, que tem gerado uma polemica?que para mim é idiota demais, pois ajuda a divulgar bandas....
(11:48:20) Rogério Skylab: E fica escondendo a perna. mostra tudo. meu trabalho mostra tudo, é devassado, é real... na capa do Skylab III é um feto. comecei a observar o feto, foto real, ele tem um olho estranho - e eu comecei a achar eu parecido com ele. vai esconder o que? roberto carlos tem perna de pau - tem tanto que eu quero dizer com essa frase.
(11:49:43) Rogério Skylab: Enriyus, eu disse, gosto de dar porrada. tem um videoclipe do Artur Omar, pena que partiu pra fotografia e artes plásticas, mas ele tem uns curta-metragens sensacionais. tem um do cobra engolindo o sapo, as perninhas balançando, antológica pra não dizer ontológica... quer coisa mais maravilhosa que os caras no vale-tudo estarem se matando e um vem e pede arrego? é quase sexual.
(11:49:46) Enriyus: Vc falou q gosta de invadir a vida das pessoas......e como vc reage quando invadem sua vida????
(11:52:10) Rogério Skylab: Yo La Tengo, vou ser sincero. eu sou ruim de internet pra cabeça por questão técnica mesmo. eu vejo alguns sites legais, principalmente de música, alguns blogs e tudo sobre mim - pesquiso. sou um cara super-vaidoso. nisso a internet é uma maravilha, devassa sua vida. respondo meus e-mails, que não são poucos. mas não vou muito além disso. mas eu não tenho problema nenhum das pessoas distribuirem meus MP3, porque estarão me divulgando de graça. alguém ainda pode ficar condenando mp3? esse formato CD está com os dias contatos. CD vai morrer. que mentalidade atrasada ligada à indústria fonográfica... divulguem o máximo que vocês possam. e de vez em quando comprem um cdzinho porque um cd meu não é pirata, produzi às minhas custas.
(11:52:16) Marcio: Poderia passar o endereço desse blog do seu madruga???
(11:52:45) Rogério Skylab: Enriyus, pode invadir. eu quero que as pessoas invadam o máximo. eu gostaria de ter uma câmera dentro do meu quarto pra me filmar batendo punheta.
(11:52:56) Enriyus: Oq vc quis passar com a música Carrocinha de cachorro quente....
(11:52:58) Urubú: Se vc pegasse sua mulher com outro vc usaria uma moto-serra????
(11:53:19) Rogério Skylab: Marcio, porra me esqueci... é resmungo! resmungo.blogspot.com.br. acho que é isso.
(11:55:50) Rogério Skylab: Enriyus, a "carrocinha de cachorro quente" é uma poesia delirante minha que nasceu do real. o primeiro verso é que vai levar toda a música: "uma carrocinha de cachorro-quente. espia só o vendedor. olha prum lado. olha pro outro. disfarça. não vem ninguém. alá. ele está enfiando a mão dentro da calça. aquela mão que segura o cachorro-quente. olha lá, ele tá coçando o cu com a mão. ô moça, ô moça, não compra cachorro quente não". esse verso me levou para os outros versos. foi uma pessoa que me contou que isso ocorreu. e quer coisa mais legal que as capas do meus CDs, que não tem manipulação de computador? as minhas músicas são todas gravadas ao vivo no estúdio, analógico, gosto das fitonas antigas porque dá uma pressão... e muito disco ao vivo. eu evito fazer manipulação até na música. acho legal o eletrônico. mas o meu trabalho é tão real que não fica só na capa, mas também na estética da música. sem Pro-Tools.
(11:55:50) Sozinho no apê: vc já viu o Freddy vs. Jason? quem detona mais na tua opinião? gostou desse filme? :)
(11:56:03) Rogério Skylab: Urubu, eu não, ficaria vendo.
(11:56:54) Rogério Skylab: Sozinho no apê, o Jason. eu acho que o Jason ele é na verdade uma pessoa boa. ele não é mau. ele tem um bom coração mas, quando ele expressa, ele expressa com tanta violência que passa a ser uma pessoa má. é uma questão de estilo a maldade dele.
(11:56:59) Tom zezinho: E o filme Clube da Luta ? assistiu? Te agrada?
(11:57:42) CARMELITA: Você tem algo contra as freiras ? Você estudou em colégio de freiras ?
(11:57:43) Rogério Skylab: Tom zezinho, esse eu não vi, mas queria ter visto no momento que o cara entrou no cinema e matou as pessoas durante a sessão? estudante de medicina. eu queria estar vendo "clube da luta" naquele momento.
(11:58:12) Zartan: Sky, será que o Osama Bin Laden seria serralheiro elétrico do mundo ou isso fica por conta do Bush? Os dois são fichinhas e pode ter coisa pior?
(11:58:52) Imagem UOL: [http://bp.i.uol.com.br/convidados/skaylab004].jpg
(11:59:11) Imagem UOL:
(12:00:24) Matador de Skylab: pq vc num desponibiliza todas suas musicas em formato mp3 no seu site???
(12:01:21) Rogério Skylab: Carmelita, nunca estudei em colégio de freira. não tenho nada contra freira nem padre. essa música foi uma forma que eu escolhi pra caracterizar um serial killer. eu gosto deles. porque ele gosta de matar repetidamente uma pessoa - e essa idéia de repetição é a alma do meu trabalho. por isso que eu não sou muito ligado ao hip-hop, tipo Racionais, porque eles fazem muita narrativa. repetir repetir repetir o tempo todo. não tenho história pra contar. repetir que nem esquizofrênico. não estou ligado à prosa. eu diria o jack o estripador é o meu serial killer preferido, por ter feito tudo e saído ileso sem ninguém saber quem ele é. e o processo da loucura é um processo de repetição. e meus discos são sempre repetidos, apesar de serem todos diferentes uns dos outros.
(12:02:22) Rogério Skylab: Zartan, o Osama é fichinha perto do Bush. Mas se eu tivesse que ir pro Iraque ou pra Nova York, eu preferia ir pra NY. eu não queria ir pra esse lado da discussão, porque fica hipócrita, porque minha cultura de rock'n'roll é americana.
(12:02:34) Imagem UOL:
(12:03:23) Rogério Skylab: Matador, estou pensando seriamente nisso. vou seguir o seu conselho. só não fiz ainda por falta de espaço, questão técnica, mas ainda vou disponibilizar toda a minha obra, mais cedo ou mais tarde. por enquanto só algumas, oito ou nove, um apanhado de todos os discos.
(12:03:26) Funéria: Em sua música "o meu pau fica duro" levanta uma seria questao. Já obteve alguma resposta ?
(12:03:54) baterista: oque vc acha do marilyn manson?
(12:05:56) Rogério Skylab: Funéria, "o meu pau fica duro" foi inspirada no programa da MTV do Dr. Jairo, que o cara mandou dizendo que o pau ficava duro. "doutor, me explica porque é que às vezes, sem fazer, nada o meu pau fica duro. não é bexiga cheia nem mulher pelada." e eu não obtive a resposta. mas na minha adolescência, quando fazia matemática, eu percebia que meu pau ficava duro durante as contas e eu me questionava, sem querer. eu não precisava pensar exatamente numa mulher. eu fiz filosofia na UFRJ, formado... eu acho a cátedra maravilhosa. mas a minha melhor forma de fazer filosofia não é dando aula, é fazendo música.
(12:08:04) Rogério Skylab: baterista, o Marilyn Manson é uma pessoa que foi fabricada por grandes empresas, que é o ponto negativo dele. é artificial, não é ele, não é genuíno, é algo fabricado por grandes corporações. mas a idéia dele é boa, de um cara andrógina, meio homem meio mulher, falando de coisas violentas com uma repercussão mundial. é uma idéia bem bolada. quer ver outra idéia bem bolada? "Hermes e Renato" é uma ótima idéia. assim como o Skylab, que arrebenta a MPB, eles põem no chinelo todos os programa de humor que existem, "A Praça É Nossa", "Zorra Total", "Casseta e Planeta"...
(12:09:21) Rogério Skylab: Está na hora de ir. Eu quero que o meu site seja mais interativo, porque ser interativo é fazer essa família no segundo grau, de pessoas que se identificam com o meu trabalho. quero constituir laços de sangue. e pra mim é um grande prazer estar conversando com vocês. um abraço.
(12:09:24) Imagem UOL: O Bate-papo UOL agradece a presença de todos os internautas. Até o próximo!