UOL Bate-papo

7.825 salas abertas pessoas online 391.250 lugares

Bate-papo com convidados

BATE-PAPO COM Mallu Magalhães - 19/03/2008 às 18h00

Considerada um dos destaques da nova cena musical brasileira, Mallu Magalhães falou sobre o sucesso de suas canções de folk. Com apenas 15 anos, Mallu compõe suas músicas em inglês e ao violão e se apresenta em casas noturnas na capital paulista.

  • Entrevista com a cantora no "Metrópolis"
  • O mundo (nem tão) novo de Mallu Magalhães
  • Clipes da compositora no MTV Overdrive
  • "Uso a música para expressar o que sinto"
  • Assista vídeo com a conversa na íntegra:

  • Participaram do Bate-papo 600 pessoas


    (06:08:38) Christian: Considerando que a música Folk não tem muitos adeptos, especialmente jovens, o que seus colegas da sua idade dizem sobre seu gosto musical?

    (06:14:02) Mallu Magalhães: Christian, as pessoas estranham, mas é uma estranheza boa, uma curiosidade boa. Mas as pessoas gostam quando conhecem.

    (06:14:48) Mallu Magalhães: As pessoas escutam hoje músicas daquelas mulheres bonitas que cantam black music e músicas como as do Armandinho. Funk e pagode não é muito a minha praia.

    (06:08:46) Léo: Oi Mallu td bom com vc? Eu gostaria de saber como você conheceu o folk e que outros estilos musicais você curte.

    (06:09:29) Christian: Como começou a paixão pelo Folk?

    (06:16:29) Mallu Magalhães: Léo, não sei como conheci o folk, percebi que gostava depois passei a gostar de várias coisas. O meu pai sempre tocou para mim músicas como "Leãozinho" do Caetano. Eu fui pesquisando, gostava de pegar os LPs velhos que eram da minha vó e hoje são do meu pai. Também gosto de pesquisar em livrarias e internet e ir associando as músicas. A partir do Elvis vamos nos deparar com o Johnny Cash e vai associando. Primeiramente comecei a pesquisar em livrarias. Quando vejo algumas coisas em revistas não é completo, aí vou no google e acho. Eu gosto do pessoal da Tropicália. Desde Mutantes até Tom Zé, passando por João Gilberto etc. Também gosto de algumas coisas de jazz e blues.

    (06:09:34) rodrigo magalhaes: Mallu, vc pensa em cantar músicas em português????

    (06:18:12) Mallu Magalhães: rodrigo magalhaes, tenho umas quatro ou cinco músicas em português, mas não tenho muita afinidade. Vou tentar treinar mais para conseguir aprimorar.

    (06:12:17) escravo da Mallu: Como é o seu relacionamento com seus fãs? vc tem algum canal, tipo site, orkut, msn, no qual vc mantém algum contato com eles?

    (06:19:06) Mallu Magalhães: escravo da Mallu, eu fico chateada quando não consigo dar atenção suficiente. Eu abraçaria cada uma das pessoas que vão ao show assim como as pessoas da internet, mas é complicado. No Orkut lotaram uns quatro. E tem outros que não sou eu.

    (06:14:43) Moderador/UOL:

    Mallu Magalhães no estúdio do Bate-papo UOL (crédito: Eduardo Tardin/UOL)

    (06:12:45) escravo da Mallu: vc já tem algo inusitado, engraçado p nos contar em relação a algum fã? ou algum show que vc fez?

    (06:20:05) Mallu Magalhães: escravo da Mallu, não tenho nenhum mico.

    (06:15:51) hudson: Qual a expectativa pro show que você irá fazer no Rio de Janeiro?

    (06:21:14) Mallu Magalhães: hudson, eu nunca fui ao Rio, queria muito ir pelo fato de ali muitos artistas terem se inspirado. Espero ter uma sensação legal lá. Estou esperando este show, até já separei a roupa. Em alguns shows fico imaginando antes e na hora sai alguma coisa que imaginei. Aí vejo que estou pensando muito nisso.

    (06:16:11) carol rio: Mallu, como você faz para lidar com os amigos e a família nessa vida tão corrida ?

    (06:23:20) Mallu Magalhães: carol rio, para ser sincera, fiquei um tanto triste estes dias porque o pessoal do meu ex-colégio acham que eu sou esnobe. Queria falar para eles que gosto muito deles. As pessoas começam a inventar um monte de coisas que não são verdade. A voz falsa dos outros é maior que a sua, isto para mim é o pior, é o que me machuca. Coisas como um amigo de oito anos chegar e falar que a fama virou a minha cabeça. Os meus pais são geniais, isto eu acho legal. Ficam me acompanhando. Meu pai quer que eu vá bem na escola, mas não dá. Estou no primeiro colegial. Meu pai é engenheiro e não falta ao serviço e a minha mãe é paisagista. Às vezes preciso faltar em algumas provas, mas tenho que ver o que quero para a minha vida e tenho que lutar por isso senão não tem graça.

    (06:18:18) Christian: Você deixou bem clara sua paixão pela música brasileira. Por que então cantar em inglês?

    (06:25:20) Mallu Magalhães: Christian, na verdade, se eu me entendesse seria tudo mais fácil, seria só escolher. Mas não posso, é complicadíssimo controlar o que vem de dentro.

    (06:19:01) brioche: O que você gosta de MPB? Você se espelha em alguma cantora brasileira?

    (06:25:51) Mallu Magalhães: brioche, gosto da Céu. Além de outros, mas não lembro agora.

    (06:20:37) brioche: Além de cantar, você toca algum instrumento? toca desde pequena, ainda estuda?

    (06:28:16) Mallu Magalhães: brioche, eu fiz aula de violão. O meu pai tocava e eu ficava imitando, então fui fazer aula. O que a minha professora em ensinou foi essencial, com a base se consegue fazer tudo. Depois parei para ir aprendendo com a vida e ver o que queria tocar. E sempre quis tocar piano e fui tentar, mas era caro, mas em um Natal ele me deu um piano. Daí não conseguia parar, não sei se sei tocar, toco o que me sinto bem. Por causa do Dylan aderi a gaita, mas assim como o piano não sei se aprendi já. Assim foi com o banjo também, para brincar.

    (06:21:10) Orzechowski: Você se considera um exemplo para todos os cantores mais jovens que decidiram expor suas composições baseados na sua coragem de postar suas músicas na internet?

    (06:29:29) Mallu Magalhães: Orzechowski, não sei avaliar isso. O maior dom que a pessoa pode ter é mudar a vida de alguém para melhor. Se uma pessoa precisa de coragem ou talvez inspiração e se eu conseguir fazer isso com alguém é o máximo.

    (06:23:34) Moderador/UOL:

    Mallu Magalhães no estúdio do Bate-papo UOL (crédito: Eduardo Tardin/UOL)

    (06:30:41) Mallu Magalhães: Sobre o meu MySpace (www.myspace.com/mallumagalhaes), foi meio sem querer. Quando fiz 15 anos coloquei quatro músicas lá para ver o que acontecia. E foi indo. Um amigo sempre me incentivava e agora parece que está dando certo.

    (06:22:42) Meyre: Boa noite Mallu... Bom primeiramente tem algo q te inspira a compor? E de onde vem essa inspiração?

    (06:31:41) Mallu Magalhães: Meyre, vem do que estou sentindo. Eu tenho um sério problema, pois gosto muito de pessoas. Às vezes fico gostando muito de alguém e isto é um problema. Como penso só nisso acabo passando para a música, isto acontece também com algum problema.

    (06:24:47) /danilo_priolli: Você acredita que pode fazer sucessos inapagáveis?

    (06:32:05) Mallu Magalhães: /danilo_priolli, não sei se faria, mas se eu fizer seria bem legal.

    (06:25:46) junior: quantos CDs vc já gravou?

    (06:33:24) Mallu Magalhães: junior, não tem CD. Faz quatro meses que coloquei as músicas no MySpace para ver no que dava e para ver o que eu queria da vida. Quanto ao CD vou deixar por enquanto para ver o que é melhor. Fazer as minhas músicas é o que interessa. Mas tenho vontade de gravar um disco.

    (06:26:17) Ana Paula: vc tem medo de não fazer muito sucesso?

    (06:34:18) Mallu Magalhães: Ana Paula, cada um tem o seu tempo, eu não tenho medo, sei que as coisas rolam e não tenho medo de aparecer alguém que cative mais as pessoas do que eu. É o que acontece, a música é uma coisa que cativa os outros e quando dá certo é legal.

    (06:35:44) Mallu Magalhães: Sobre os medos, não tenho medo do suceso. Só tenho medo de escuro. Também tinha medo de elevador e de avião.

    (06:28:25) Paul Banks: Você ainda é muito jovem, tem tempo para fazer coisas que as pessoas da sua idade costumam fazer?

    (06:36:45) Mallu Magalhães: Paul Banks, não sei direito o que as pessoas da minha idade costumam fazer. Às vezes é complicado esta coisa, tipo estudar para uma prova de química ou fazer uma música nova. Este tempo acaba sendo um problema.

    (06:28:46) Léo: Você tem só 15 anos e já é famosa. Como você lida com o fato de ser exemplo pra outros jovens?

    (06:37:17) Mallu Magalhães: Léo, não sei se sou isso.

    (06:29:42) Peterson 20: o que você sente quando está compondo ou cantando?

    (06:38:00) Mallu Magalhães: Peterson 20, eu fico feliz e às vezes fico mais triste, o que é bom porque consigo me expressar melhor. O sentimento é bom, é um alívio, bota tudo para fora.

    (06:30:37) Paul Banks: Você pensa em fazer sucesso no exterior como o CSS e o Bonde?

    (06:39:05) Mallu Magalhães: Paul Banks, acho legal, é uma boa idéia. Pode ser um problema, tem que tomar cuidado para não ter muita pretensão e depois ficar chateado. Não pretendo sair do Brasil, lógico que vou lá para tocar.

    (06:31:50) babaloo: que tipo de música vc canta?

    (06:39:30) Mallu Magalhães: babaloo, as minhas músicas ficam cada vez mais folk e eu defino como folk'n'roll e folkabilly.

    (06:54:15) Moderador/UOL:

    Mallu Magalhães grava pocket show no UOL (crédito: Eduardo Tardin/UOL)

    (06:32:40) Paul Banks: Assim como os fãs, sempre existem os críticos mais duros, alguém já foi rude com você na rua?

    (06:40:57) Mallu Magalhães: Paul Banks, não nas ruas, mas me chateia isto que aconteceu na escola. É aquele negócio que todo mundo fala, tem gente que gosta e tem gente que não gosta. Eu prefiro não ver, mas não fechar os olhos e ficar ignorante profundamente, mas só pensar mais nas coisas boas. Estou chateada com eles, mas acho que eles ficaram chateados comigo por acharem algo que não era eu, uma mentira. Eu queria que eles soubessem disso. Não queria que fosse desse jeito.

    (06:34:28) Peterson 20: como você lida com o fato de ser uma "nova promessa da música brasileira"?

    (06:41:23) Mallu Magalhães: Peterson 20, prefiro não prometer muito, mas tento melhorar e fazer uma coisa de qualidade.

    (06:36:18) andinnho: O que você acha de programas como Ídolos, do SBT, que buscam novos cantores?

    (06:42:21) Mallu Magalhães: andinnho, acho legal. Tem gente boa para tudo, o problema é que o bom é relativo. O que acontece é que as pessoas procuram um som comercial. Acho o meu som é legal, mas se não for... é isto o que gosto de fazer.

    (06:37:28) Breno: Mallu! Li em uma entrevista sua que você gostaria muito de lançar um LP, a idéia ainda existe?

    (06:42:29) Mallu Magalhães: Breno, sim...

    (06:37:41) Ankhramun: Falando em estudos... pensa em fazer faculdade do quê?

    (06:43:56) Mallu Magalhães: Ankhramun, faculdade é importante. Penso em fazer algo que eu goste. Sempre quis fazer a faculdade de design e artes gráficas na FAU. Gosto de pop art. Mas de música não sei ainda se tem o que me oferecer. Vou primeiro sair da escola para depois pensar nisso.

    (06:37:59) escravo da Mallu: De quem vc gostaria de abrir um show e quem vc gostaria que abrisse um show p vc?

    (06:44:51) Mallu Magalhães: escravo da Mallu, eu abriria um show para o Dylan. Para abrir o meu show, não sei, vamos ver.

    (06:39:21) Apaixonado: Além da música o que voce mais gosta de fazer?

    (06:46:12) Mallu Magalhães: Apaixonado, gosto muito de desenhar de canetinha e lápis de cores que ninguém usa. Gosto muito de ouvir música e conhecer gente nova. Gosto de conhecer pessoas estranhas. Na livraria gosto de ficar observando o perfil das pessoas.

    (06:39:39) Leticia: Mallu, o que você gostaria de dizer para pessoas que seguindo o seu exemplo, estão cada vez mais jovens encarando o mundo da música como eu?

    (06:47:27) Mallu Magalhães: Leticia, não desista, tem muitas coisas que nos fazem desistir e é justamente por isso que não devemos desistir. Pensei em desistir nos primeiros dias quando falaram que a minha música é ruim, fiquei chateada.

    (06:58:04) Moderador/UOL:

    Mallu Magalhães grava pocket show no UOL (crédito: Eduardo Tardin/UOL)

    (06:40:50) diego: Como consegue cantar em lugares onde não podem entrar menores de 18? Tem problemas? Como funciona? Alguem é obrigado a ir com vc?

    (06:48:15) Mallu Magalhães: diego, os meus pais me levam. Senão pode pedir para o juízado uma autorização para cada dia, mas o melhor é ir com os meus pais, pois com eles não tem muito risco.

    (06:41:18) AjR: Você por ser tão nova, sofre com a pressão da imprensa?

    (06:49:21) Mallu Magalhães: AjR, às vezes não consigo ler tudo. Fico chateada com o que falam. Na mídia tem muito isto de ouvir e repetir, daí não está fazendo nada.

    (06:42:23) Orzechowski: Há muitas críticas a sua música. Você aprende com elas?

    (06:50:56) Mallu Magalhães: Orzechowski, com as críticas construtivas do meu pai eu aprendo, mas se forem destrutivas, não. Aí descarto. É um desafio aprender com as críticas. Como eu tenho a auto-estima um pouco baixa fico pensando em como seria bom se todos gostassem. O problema é que as pessoas falam qualquer coisa para te rebaixar. Um dos conselhos que dou sempre é nunca perder quem você é.

    (06:43:05) Fabio-sp: Mallu vc diz que tem medo do escuro e no mundo de hoje em dia o que mais te assusta? Vc acha que a música pode ajudar a mudar alguma coisa?

    (06:51:59) Mallu Magalhães: Fabio-sp, tenho medo de escuro, de apagão. A música muda muita coisa e aí ajuda você a descobrir quem você é. E quem sabe assim eu perca o medo de escuro. Fico contente comigo mesma quando faço uma música e gostam.

    (06:43:56) Renan: Qual lugar vc gostaria de fazer um show?

    (06:52:44) Mallu Magalhães: Renan, em cima de uma árvore. Em grandes estádios, por exemplo, seria legal, se tiver uma árvore.

    (06:45:13) diego: Você disse que gosta do Bob Dylan! Foi ao show??? Gostaria de ter ido?

    (06:53:50) Mallu Magalhães: diego, sou bem chorona e quando fui ao show sabia que eu ia desabar. O show mudou tudo, a minha música, a minha mão e até o meu olhar. Até comecei a usar salto para poder usar bota. Aquilo é real e por ser real é perecível, então dá vontade de chegar até lá e dizer a eles para aguentarem mais.

    (06:45:21) Coy: Você já vê a música como fonte de renda,ou seja, um rumo certo a ser seguido?

    (06:54:32) Mallu Magalhães: Coy, venho percebendo que este negócio de prever o que eu serei é complicado, mas certamente viverei com música.

    (06:46:23) Junior!!!: Qual seu ídolo no cenário nacional?

    (06:55:13) Mallu Magalhães: Junior!!!, Vanguart, a Céu e todos os tropicalistas. Também Cazuza, João Gilberto, Tom Zé, Caetano, Tim. Gosto de todo mundo, basta sair da boca do Nelson Motta...

    (06:47:16) Rodrigo Vieira: oq vc faz antes dos shows para tirar o estresse?

    (06:55:36) Mallu Magalhães: Rodrigo Vieira, bebo água...

    (06:47:25) Café.: Sobre essa mudança repentina, de um estado anônimo para a fama onde o assédio da imprensa é e-nor-me, o que tem a dizer? Sente-se desconfortável, orgulhosa, pressionada, acha tudo isso um barato...? Como é? :}

    (06:56:01) Mallu Magalhães: Café., tudo junto, justamente por isso, por ser muita informação acabo sentindo tudo junto.

    (06:49:53) Ankhramun: Seus pais autorizam?... mas e sobre o pessoal que mesmo levando os pais aos shows e não puderam entrar? pensa em fazer shows de dia?

    (06:57:35) Mallu Magalhães: Ankhramun, eu penso nisso pra caramba porque tive este problema a minha vida inteira. Eu sempre quis ver os Rolling Stones. Se eu fosse mais velha eu conseguiria.

    (06:52:01) nayla!: oi malú! eu gostaria de saber se você não fica meio que 'cansada' dessa coisa toda de fazer shows,e tal, eu tenho 16 anos. por vocês você não sente falta de ficar à toa, morgando?

    (06:58:48) Mallu Magalhães: nayla!, a minha energia é boa, tenho uma bateria para dar e vender, então sempre fui meio inquieta. Isto para mim não é trabalho, é divertimento.

    (06:53:31) Tati: Mallu... as coisas aconteceram mto rápido... vc num sente medo do que o sucesso pode trazer???

    (06:59:32) Mallu Magalhães: Tati, sinto curiosidade. Tipo será que vai dar certo. Mas não tenho medo. Na verdade eu não espero muitas coisas, claro que espero que dê certo.

    (06:54:45) H-bonito: QUAL É A CIDADE QUE MAIS GOSTOU DE CANTAR??

    (07:00:09) Mallu Magalhães: H-bonito, foi o primeiro show que eu fiz logo depois do Vanguart. Por ser o primeiro show e com o meu público, foi demais.

    (06:56:32) brioche: Mallu, explica pra mim por favor essa sua maquiagem, você por acaso faz parte do Teatro Mágico tb? =P

    (07:01:43) Mallu Magalhães: brioche, não faço. Eu gosto de brincar de fantasias em casa, fantasia tem que ter cor seja onde for. Hoje fui tirar uma foto e tinha um cara fazendo maquiagem e ele tinha maquiagens de circo, então pedi e ele fez. Então eu gosto e não acho estranho sair na rua assim.

    (07:02:00) Mallu Magalhães: O meu MySpace é www.myspace.com/mallumagalhaes.

    (07:02:41) Mallu Magalhães: Eu queria que as pessoas fossem aos shows, é isso. Obrigada.

    (07:02:50) Moderador/UOL: O Bate-papo UOL agradece a presença de Mallu Magalhães e de todos os internautas. Até o próximo!

    Hospedagem: UOL Host