UOL Bate-papo

  • pessoas online
  • 7.577 salas abertas
  • 378.850 lugares

Publicidade

Bate-papo com convidados

BATE-PAPO COM Paola Rodrigues - 10/04/2008 às 20h00

Atriz e ex-"Casa dos Artistas" 4 conversou com internautas sobre sua participação na peça "Cinderella", que tem texto do ator José Wilker, e está em cartaz em São Paulo desde o dia 29 de março.

  • Saiba mais sobre o espetáculo
  • Atriz comenta "Cinderella"
  • Assista a íntegra da conversa em vídeo:


  • (08:08:24) Paola Rodrigues: Sobre a peça "Cinderella", o Wilker transformou história da Cinderela em uma coisa mais dinâmica, tanto que não falamos que é infantil, mas para crianças. É um musical e os adultos gostam. As crianças que ficam encantadas quando tiram fotos com o elenco.

    (08:04:39) Mariannah: Essa é sua primeira experiência no teatro???? como está sendo?

    (08:08:45) Paola Rodrigues: Mariannah, no teatro infantil sim, faço teatro desde os 17 anos.

    (08:04:41) Mariannah: quem trabalha com você na peça, quais sao os personagens?

    (08:09:43) Paola Rodrigues: mariannah, a direção é do Eduardo Martini. Tem três bichinhos um, gato, um rato e um cachorro. No elenco é: Bruno Lopes, Ana Paula Grande, Andre Srur, Pablo Diego, Fabiana Vajman, Juliana Santos, Edgard Jordao, Rogerio Tchusk e Juliana Hernandes.

    (08:04:49) Suellenn: O que o texto do Zé Wilker tem legal, pq é um texto especial?

    (08:10:36) Paola Rodrigues: Suellenn, o Wilker tem um talento enorme, conseguiu pegar o clássico Cinderela que normalmente acham chato e transformá-lo em uma coisa gostosa de assistir, uma coisa dinâmica e engraçada. Todas as suas peças são de bom gosto, pegam no imaginário das crianças.

    (08:07:52) Paulo Paiva: Paola, o que você prefere atuar no teatro, na televisão ou ser modelo ?

    (08:12:27) Paola Rodrigues: Paulo Paiva, faço de tudo um pouco. São paixões diferentes. Eu comecei como modelo, mas como isto não dura a vida inteira, resolvi ser atriz em se pode atuar até os 70 anos. Trabalhar no teatro é magico, nós recebemos o carinho das pessoas imediatamente. Também gosto de fotografia e de fotografar em viagens e festas. Eu comecei a modelar com 15 anos e a estudar teatro aos 17 anos.

    (08:09:13) Andre: Qual a diferença do texto do Wilker pro texto original? As crianças vão então se identificar mais com a Cinderela-Paola do que com a clássica?

    (08:15:14) Paola Rodrigues: Andre, a Cinderela que faço não é só aquela personagem coitadinha, ela é livre e brincalhona. A Cinderela do clássico é muito meiga e o Wilker a fez esperta, consegue levar a sua vida de boa.

    (08:16:25) Paola Rodrigues: As meninas amam a peça e os meninos gostam mais dos bichos. Elas adoram quando chego de vestido rosa, todas querem ser a Cinderela. Quando converso com elas eu entro na fantasia, entro na brincadeira.

    (08:10:08) Anderson: Rola muito preconceito por ter participado da Casa dos Artistas ou acha que isso te ajudou de alguma maneira?

    (08:18:02) Paola Rodrigues: Anderson, não rola nenhum preconceito e a Casa dos Artistas me ajudou muito. Acordávamos às 8h da manhã, às 9h tinha aula de interpretação com o Milton Travesso e às 10h tinha aula de expressão corporal. É totalmente diferente de um Big Brother. A comida era pronta, a mesa já posta. É como se fosse o Fama da Globo. Também tinha aula de vocal. Foi uma escolinha para a gente.

    (08:11:32) patty: Como vc ta lidando com a peça fazendo uma princesa?

    (08:19:18) Paola Rodrigues: patty, é engraçado porque acontece algumas coisas em minha vida que nunca imaginei como ser atriz e trabalhar na televisão. Dos 9 aos 15 anos não tenho foto, eu era mega tímida. Acontece coisas comigo que nunca imaginei que pudessem acontecer como ser a Cinderela que sempre achei linda. Já me imaginei sendo paquita e Cinderela como toda menina.

    (08:13:02) Paulo Paiva: Paola, qual é mais difícil, atuar para adultos ou para crianças ?

    (08:20:22) Paola Rodrigues: Paulo Paiva, os dois são complicados. O adulto é muito crítico, mas as crianças quando não gostam já se desinteressam e começam a brincar entre elas. Os atores têm que ficar o tempo inteiro segurando a atenção delas senão elas começam a brincar, tacar papel e pedir para ir embora.

    (08:14:30) *F*O*F*A*: Você está em cartaz em um clássico infantil. Como é para você atuar para crianças e ainda se passar pela princesa mais famosa da história? As crianças são menos fáceis de se enganar?

    (08:21:40) Paola Rodrigues: *F*O*F*A*, criança é complicado, se não gostam eles não são falsos. No final, na hora de tirar foto, elas já dizem que não querem tirar fotos com a madrasta. É muito gratificante trabalhar para crianças.

    (08:25:25) Moderador/UOL:

    A atriz Paola Rodrigues no estúdio do Bate-papo UOL (crédito: Eduardo Tardin/UOL)

    (08:22:22) Paola Rodrigues: Os bichinhos sofrem com as crianças. As máscaras da peça são muito bem feitas e têm o formato do rosto. As crianças querem puxar as orelhas, os rabos...

    (08:17:16) Moaraes-BH: o que vc acha desse monte de BBB que tenta virar ator... vc sempre foi atriz, certo?

    (08:24:06) Paola Rodrigues: Moaraes-BH, eu sempre fui atriz. Eu me imagino no lugar deles. São milhões de pessoas que se increvem para estar em um lugar destes e quando entram querem aproveitar esta chance. Eu não os julgo. Não acho que estejam errados. Vai que dão sorte como teve a Grazi.

    (08:19:17) Tata: Paola com essa vida agitada de trabalho, a tempo para cuidar do coraçao ? vc tem namorado ?

    (08:25:40) Paola Rodrigues: Tata, tem que ter né. Namoro o Fredo que é empresário e trabalha com loja de bebidas. Ele é muito paciente e me ajuda muito. Não é ciumento e me entende. É o que mais divulga a minha peça, mais que eu. Ele só me ajuda. Vai comigo a todos os espetáculos. É um príncipe para mim, não tenho nada do que reclamar.

    (08:21:12) felipe 19: muitos dos ex-casa dos artistas não tiveram a mesma projeção que você após o término do reallity; a que se deve isso: beleza, talento, os dois ou nenhum?

    (08:26:34) Paola Rodrigues: felipe 19, espero que todos, espero ter talento e beleza. É garra e força de vontade. Na vida nada é fácil, seja como atriz ou na medicina ou em administração. Agora, se você tem talento, melhor ainda.

    (08:27:38) Paola Rodrigues: Não tive mais contato com o pessoal da Casa dos Artistas, foi cada um para um canto. A Carol Hubner já era a minha amiga, nos conhecemos fazendo trabalhos de modelo em agências. Fique sabendo pelo Orkut que o Du está no Rio.

    (08:22:27) Anderson: Você sente preconceito por fazer uma peça para crianças depois de posar para playboy?

    (08:28:19) Paola Rodrigues: Anderson, não senti nenhum preconceito. Tantos artistas fazem Playboy e depois fazem mocinhas nas novelas.

    (08:22:42) Kaue-19: você posaria nua de novo agora com a peça em cartaz, pq? e depois que terminar a peça?

    (08:28:50) Paola Rodrigues: Kaue-19, não penso em posar nua nem agora e nem depois. Fiz a Playboy quando sai da Casa, só pensei no dinheiro. Agora quero trabalhar, mostrar o meu trabalho.

    (08:24:35) CYNTIA: vc se identifica com a personagem da Cinderellla?

    (08:29:41) Paola Rodrigues: Cyntia, acho que sim. Eu sou sonhadora, desde pequena sempre soube das coisas que um dia eu poderia alcançar e a Cinderela é isso.

    (08:24:47) *F*O*F*A*: Boa parte das mulheres muito bonitas sofre preconceito na sua vida profissional. Tem sempre aqueles que acham que ela está lá por sua beleza, não por seu talento. Você vivenciou isso em algum momento da sua carreira?

    (08:31:09) Paola Rodrigues: *F*O*F*A*, acontece isso, inclusive em qualquer profissão. Em minha profissão isto só ajuda. Na TV só tem pessoa bonita e quanto mais for, só ajuda. Então na minha profissão não tem problema, é um bônus. Mas tenho que provar o meu talento, uma atriz que é feia já acham que deve ser boa atriz enquanto que a que é bonita já pensam o contrário. Aí tenho que me esforçar para provar que sou boa atriz.

    (08:26:08) neo: como vc se sente qndo as pessoas te titulam de "ex Casa dos artistas" sendo que jah passou anos desde entaum...???

    (08:31:37) Paola Rodrigues: neo, não tem problema nenhum. Se não fosse a Casa dos Artistas não sei se eu estaria agora aqui no UOL.

    (08:28:37) Moderador/UOL:

    A atriz Paola Rodrigues no estúdio do Bate-papo UOL (crédito: Eduardo Tardin/UOL)

    (08:26:46) Paulo Paiva: Paola, essa peça vai excursionar pelo Brasil ?

    (08:32:15) Paola Rodrigues: Paulo Paiva, vai sim, ela estreou há duas semanas aqui em São Paulo e vamos ficar até o final de maio. Depois vamos viajar pelo Brasil nos eventos da patrocinadora Abyara.

    (08:29:00) Hugo: Você já levou cantada de diretor? Obs - seu sorriso é lindo.

    (08:33:04) Paola Rodrigues: Hugo, isto acontece. Mas não é que levei cantada. Sempre tento manter o respeito para não chegar a este ponto. Procuro desde o começo mostrar seriedade para não acontecer isso.

    (08:29:21) Tata: Paola vc tem alguma supertiçao antes de entrar no palco para atuar ?

    (08:33:51) Paola Rodrigues: Tata, tenho várias. Sou católica, então levo uma imagem da Santa Clara que é a protetora dos artistas. O meu terço enrolo na calcinha e sempre o levo comigo. Leio salmos. Tenhos várias superstições.

    (08:29:55) Andre: quais sao seus planos para o futuro... pensa em fazer cinema, novela?

    (08:34:33) Paola Rodrigues: Andre, claro, são os meus projetos. Estou com uns projetos, mas cinema é complicado e demora para juntar os recursos. Depois volto para falar sobre isso quando estiver certo.

    (08:31:23) Cunto: Você sonhava em ser o quê quando criança?

    (08:36:18) Paola Rodrigues: Cunto, queria ser veterinária. Amo animais. Eu desisti de ser veterinária quando descobri a maneira como fazem para ver a temperatura dos animais. A minha gatinha ficou grávida e eu vi a veterinária tirando os filhotinhos dela, aí desisti. Já pensei em fazer rádio e TV e jornalismo, um monte de coisas, mas nada que supriria o que sinto hoje trabalhando como atriz.

    (08:31:40) KIKA: Paola... como está sendo essa relação direta com as crianças? Vc pensa em ter filhos? assisti Cinderela com minhas sobrinhas e elas amaram!!!

    (08:37:43) Paola Rodrigues: Kika, um beijo, está sendo uma delícia. Elas são muito mágicas, falam coisas que nos deixam bestas, aprendo mais com elas do que com adultos. Tenho 23 anos anos hoje, pretendo me casar quando tiver uns 28 anos. Filhos somente depois que tiver a minha profissão estabilizada, não dá para planejar agora. Mas já tenho os nomes: Pietro e Paola.

    (08:33:00) felipe 19: Paola Rodrigues, seja sincera: quando olha-se para o espelho consegue ver o mulherão que todos dizem ser?

    (08:38:42) Paola Rodrigues: felipe 19, não sei dizer. Teve uma matéria no Gugu falando sobre as gatas mais sexy nos reality shows e eu estava nesta lista. Mas não me acho assim.

    (08:33:44) LINDO: GOSTARIA DE FAZER ALGO Q NAO O FEZ AINDA?

    (08:39:30) Paola Rodrigues: Lindo, gostaria de fazer um lar para animais abandonados. Sou uma pessoa gananciosa pela vida, quero tudo mais da vida. Não é em questão financeira, mas da vida mesmo.

    (08:33:49) felipe 19: Paola, que outros textos famosos ou adptações de textos famosos gostaria de interpretar no teatro?

    (08:40:54) Paola Rodrigues: felipe 19, nunca parei para pensar nisso. Estou lendo "Sonho de uma Noite de Verão" de Shakespeare, seria interessante fazer.

    (08:34:27) leon: Paola, você se sente realizada com tudo que conseguiu?

    (08:41:31) Paola Rodrigues: leon, com 23 anos eu posso dizer que tenho bastante coisas que sempre tive vontade. Então posso dizer que me sinto realizada por ter conseguido muitas coisas que nunca pensei que fosse conseguir realizar.

    (08:34:41) Thiago INterlagos: Qual era o seu idolo na infância? E se este teve influência em seu personagem?

    (08:42:37) Paola Rodrigues: Thiago INterlagos, nunca pensei em um ídolo. Lembro que eu assistia a Xuxa cantando "Lua de Cristal" e ficava boba com ela, a achava linda, uma deusa. Mas não tive uma pessoa que me influenciou. Mas só quis ser paquita em sonho. Nunca pensei em mandar cartas para lá.

    (08:34:46) jefinho: qual a expectativa que vc têm sobre a peça?

    (08:43:22) Paola Rodrigues: jefinho, as melhores expectativas, está sendo um sucesso aqui em SP e creio que cada vez vá ficar melhor. É uma curtíssima temporada, então quem quiser ver tem que ir até 31 de maio.

    (08:35:21) juh: Qual sua maior atuação?

    (08:44:55) Paola Rodrigues: juh, não tenho uma maior, cada personagem foi diferente do outro. Assim que sai da Casa fui para a Praça É Nossa! e lá fazia a Nenenzona. É muito bom fazer humor. Ela dava risada relinchando e em qualquer lugar do Brasil que eu estava me pediam para relinchar. Isto mostra que eles se identificavam comigo.

    (08:46:02) Paola Rodrigues: Sobre o meu relacionamento com os fãs, tento ser mais atenciosa possível porque me coloco no lugar deles. Tem fãs que fazem o meu Orkut e me acompanham a alguns lugares que vou. Estão sempre junto comigo e dou atenção a eles mandando fotos. Sempre aviso quando vou dar entrevista.

    (08:38:06) Paulo Paiva: Paola, qual são seus artistas preferidos na televisão ?

    (08:47:12) Paola Rodrigues: Paola, gosto muito da Angelina Jolie. E de atriz no Brasil gosto da Marieta Severo, ela consegue mudar completamente os personagem que faz. Não tenho nenhum ator preferido.

    (08:37:47) Marco Antonio: Paola você está numa peça em que a história é contada e recontada inúmeras vezes, você acha que com o talento de Wilker e especialmente o seu talento, o que difere das demais peças sobre Cinderela já feitas?

    (08:48:25) Paola Rodrigues: Marco Antonio, ele transformou a peça que é um clássico em uma coisa dinâmica e criativa. A fada entra cantando rap. Tem os bichos que contam a história. Esta peça incentiva a leitura porque quando a fada aparece ela dá poder aos bichinhos de ler. O cenário é como se fosse um livro. Quando os bichos param de ler nós congelamos. Então o Wilker transformou este clássico em uma coisa moderna.

    (08:52:32) Moderador/UOL:

    A atriz Paola Rodrigues no estúdio do Bate-papo UOL (crédito: Eduardo Tardin/UOL)

    (08:38:48) Grégori Cunto: Como foi a sua primeira experiência nos palcos?

    (08:49:42) Paola Rodrigues: Grégori Cunto, foi em uma apresentação de balé e eu errei, chorei tanto. Lembro até da música. Na primeira fala só as maiores levantavam e eu que era do meio levantei junto, daí comecei a chorar.

    (08:39:00) PLEYMO: Pelo q sei vc participou do peça do Analista de Bagé certo, como foi fazer essa peça?

    (08:51:41) Paola Rodrigues: Pleymo, é verdade, participei durante um ano e meio viajando pelo Brasil inteiro. Viajar é o que te dá experiência. A gente viajava para cidades pequenas onde as pessoas não tinham costume de ir ao teatro e não riam. Isto é complicado porque o teatro é uma troca de energia, então quando ninguém ri não temos tesão de continuar fazendo a peça. Agora, tinha pessoas que eram soltas demais, falavam, riam e gargalhavam. Acho melhor assim, um povo quente.

    (08:40:10) Boyjnr: Paola, qual foi sua melhor experiência na televisão ? ... obrigado e um beijo .. afinal era seu vizinho , quando vc morava aki próxima a barreira grande.

    (08:52:20) Paola Rodrigues: Boyjnr, não tem um papel especial. Todo mundo quando faz um personagem faz como se fosse a primeira vez. Gosto de todos por igual, mesmo os maiores e o menores,

    (08:41:33) Drianocr: Paola, dos trabalhos que você já fez qual deles te deu maior retorno do público?

    (08:52:48) Paola Rodrigues: Drianocr, foi a Praça, era um personagem de uma pessoa simples, a Nenenzona, se identificavam muito mais.

    (08:42:14) Xello: Paola, como vc mantém o pique e a forma? E diga-se de passagem, que forma.... com todo respeito

    (08:54:11) Paola Rodrigues: Xello, faz três meses que não malho. Eu como bastante, o que tiver vontade, mas compenso na academia. Gosto muito de boxe, musculação e surfe. Devido a peça não tenho surfado há algum tempo. Eu como bem, mas coisas saudáveis. Não bebo refrigerante, aboli há uns cinco anos. O corpo sem refrigerante é outra coisa.

    (08:43:23) deehh: Paola, como foi a preparação para atuar no teatro?

    (08:55:44) Paola Rodrigues: deehh, foram muitos ensaios. Durante os ensaios eu peguei uma pneumonia que foi muito complicado. Saia de lá duas horas da manhã. Peguei pneumonia nas aulas de canto. Fazia várias coisas, tinha muitos ensaios, por isso dormia muito pouco. Teatro é uma coisa de ritmo, por isso tem que ensaiar. Agora não ensaimos mais. Só passamos as coreografia quando ficamos uma semana sem fazer.

    (08:46:46) Bia: Paola, o que te motivou a ser atriz?

    (08:57:58) Paola Rodrigues: Bia, não sei te falar. Nunca pensei em ser famosa. Até hoje o meu intuito não é ser famosa. Faço isso porque gosto e sou feliz no que faço. Não tento ser famosa, no fundo do meu coração não é o que eu almejo. Eu gostava muito de contar piadas para os outros, sempre gostei de fazer graça para a família rir. Eu imitava uma barata morrendo, na primeira vez todos adoraram e depois todos os domingos eu tinha que imitar.

    (08:58:41) Paola Rodrigues: Eu já fiquei uns dois anos sem comer carne. Pensava nos bichinhos que matavam. Agora como, mas pouco.

    (08:48:41) Rafa: Qual foi a situação mais engraçada que você já passou atuando?

    (09:00:56) Paola Rodrigues: Rafa, já cai em cena. Não sei porquê foi a parte mais engraçada da peça. Depois não conseguia me concentrar para voltar a cena.

    (08:48:59) Paulo Paiva: Com essa sua experiência nesta peça de teatro você pensa em fazer um programa infantil na televisão ?

    (09:01:34) Paola Rodrigues: Paulo Paiva, uma vez em um jantar estávamos conversando sobre isso e alguém falou que eu deveria tentar, mas não sei, vamos ver.

    (08:51:02) SP=Samir: o que está sendo mais difícil nesse novo trabalho?

    (09:02:26) Paola Rodrigues: SP=Samir, a parte mais difícil é cantar, não domino. Hoje faço aula de canto, tenho uma preparadora vocal. Estou com um projeto de uma peça em que terei que cantar muito mais do que esta peça. Por isso já comecei a estudar.

    (08:56:09) Paulo Rodrigues: Paola, boa noite, você pensa em fazer mais peças como "Analista de Bagé" ou pretende continuar com peças infantis?

    (09:03:21) Paola Rodrigues: Paulo Rodrigues, boa noite, com o "Analista de Bagé" não, isto já passou. Depois da Cinderela estou com um projeto de uma comédia. Mas não tenho preferência, faço de tudo.

    (09:04:18) Paola Rodrigues: Um beijo a todos que participaram do bate-papo. A Cinderela está no teatro Shopping Frei Caneca até 31 de maio. Quem quiser saber mais tem o meu site: www.paolarodrigues.com.br. Espero vocês no teatro.

    (09:04:25) Moderador/UOL: O Bate-papo UOL agradece a presença de Paola Rodrigues e de todos os internautas. Até o próximo!