UOL Bate-papo

  • pessoas online
  • 7.577 salas abertas
  • 378.850 lugares

Publicidade

Bate-papo com convidados

BATE-PAPO COM Cléo De Páris - 22/08/2008 às 16h00

Cléo De Páris tecla sobre a montagem de

Montagem contemporânea para "Vestido de Noiva", texto clássico de Nelson Rodrigues em cartaz no Centro Cultura São Paulo (SP), até 7 de setembro, foi tema de papo com a gaúcha. Cléo falou ainda sobre sua participação no novo filme de Zé do Caixão, "Encarnação do Demônio" -selecionado para a seção fora de concurso da 65ª Mostra Internacional de Arte Cinematográfica do Festival de Veneza-, e no curta de Rodrigo Grota, "Booker Pittman", vencedor dos troféus "Prêmio Especial do Júri", "Diretor de Arte", "Melhor Música" e "Crítica" no Festival de Gramado 2008.

  • Visite o blog da atriz no UOL
  • Serviço da peça "Vestido de Noiva" em SP
  • Zé do Caixão encerra trilogia do terror
  • Veja vencedores do Festival de Gramado
  • Visite UOL Cinema


  • (04:07:08) Cléo De Páris: Oi para todos!

    (04:07:13) carola: oi cléo, tudo bem? como está sendo participar dessa montagem de "vestido de noiva", é a primeira vez q vc faz o texto do nelson rodrigues?

    (04:08:16) Cléo De Páris: Carola, é muito interessante o universo do Nelson e tá sendo bem especial, é a primeira vez que faço, sim.

    (04:08:29) renatinha: cléo, tudo bem? qual é o seu personagem na peça?

    (04:08:54) Cléo De Páris: oi Renatinha, eu faço a Alaíde.

    (04:09:03) jornalista-jr: oi cleo... fala como foi que voce comeceu a trabalhar com os satyros

    (04:10:35) Cléo De Páris: é uma história longa e cheia de detalhes... mas pra resumir, estou com eles há 3 anos, entrei pra fazer A Vida na Praça Roosevelt e logo substituí uma atriz em A Filosofia na Alcova, no mesmo período.

    (04:10:38) VALÊNCIA/POA: CLÉO,JÁ ASSISTI VOCÊ EM VÁRIOS FILMES,LONGAS E CURTAS.COMO É SUA RELAÇÃO COM O CINEMA?

    (04:12:23) Cléo De Páris: Valência, eu não fiz tantas coisas no cinema... alguns curtas e participações em longas. tenho uma relação bacana, apesar de ser mais do teatro.

    (04:12:28) jornalista-jr: entre sade e nelson rodrigues, o que é mais perturbador?

    (04:14:32) Cléo De Páris: Cada um, à sua maneira é bastante perturbador. Sade foi mais difícil pra mim porque exige muita exposição física e emocional, lida com questões proibidas pra nossa sociedade. Nelson Rodrigues também vai contra a hipocrisia, mas para o ator, Sade é mais pesado, eu acho.

    (04:14:49) renatinha: e como foi a experiencia do "encarnação do demonio"? já conhecia os dois primeiros filmes da trilogia do mojica?

    (04:17:10) Cléo De Páris: Renatinha, foi incrível trabalhar com o Mojica, ele é uma pessoa encantadora, muito gentil e generoso, além de ser um cara que entende mesmo de cinema e sabe o que quer. foi um pouco difícil fazer a cena do canibalismo, mas uma experiência fascinante. eu já tinha visto os outros filmes, mas há bastante tempo.

    (04:17:22) Maria Clara: Cléo de Cores!! :D Que saudade... Quando vai ser o lançamento de "Booker Pittman"?

    (04:18:09) Cléo De Páris: Clarinha linda! saudades também. vai ser no fim de semana, não lembro os horários, mas te passo, vou colocar no meu blog.

    (04:19:09) Geovanna/UOL:

    Cléo De Páris em cena do espetáculo "Vestido de Noiva" (Midori de Lucca/Divulgação)

    (04:18:40) Marcia: Como está evoluindo o espetáculo Vestido de Noiva, desde a pré estréia? Mudou muito?

    (04:20:17) Cléo De Páris: Oi, Márcia! bom, eu acho que evoluiu, o teatro tem essa vantagem, podemos perceber sempre coisas novas, acrescentar, aprimorar. com o tempo, o domínio da peça e o entendimento nos fazem crescer.

    (04:20:19) felipe: o que vc mais gostou de fazer durante sua trajetória de atriz?

    (04:22:57) Cléo De Páris: Puxa, Felipe, tantas coisas... no seu momento, todo personagem nos arrebata, é uma coisa louca!a Alaíde é uma delícia pra mim, e acabamos de estrear em Cuba, Liz, de um cubano chamado Reinaldo Monteiro, essa personagem me trasformou um pouco, eu acho, mas ainda tem a Absoluta, que fazia em Inocência, uma cega stripper, acho que ela foi a mais especial. mas não tenho certeza!

    (04:23:08) Maria Clara: Até que ponto a Beleza ajuda e atrapalha numa trajetória de Atriz, Cléo?

    (04:25:00) Cléo De Páris: ajuda porque uma pessoa bonita é muito bem aceita em qualquer lugar, não só no meio teatral. atrapalha porque parece que você tem que provar mais por ser bonita e é muito chato isso de ter que provar que é bom, assim como é chato ser melhor tratada só por ser bonita.

    (04:25:13) Geovanna-UOL:

    Cléo De Páris em cena do espetáculo "Vestido de Noiva" (Midori de Lucca/Divulgação)

    (04:25:01) Tiago Junqueira: Oi Cléo tudo bem? Aqui é o Tiago de Birigüi, saudades suas!! Quando Liz estréia? estou doido para ver!

    (04:25:41) Cléo De Páris: oi tiago! devemos estrear em janeiro, quero muito que você veja!

    (04:25:45) lvii: Oi Cléo! Admiro muito o seu trabalho. Gostaria de saber com quantos anos você começou a sua carreira e há quanto tempo vc está nela.

    (04:27:01) Cléo De Páris: Ivii, eu comecei de verdade um pouco tarde até, com 22 anos e como já tenho 36, estou há bastante tempo...

    (04:27:06) Paolo: Cléo, você ja assistiu esse novo grupo que está apresentando Filosofia na Alcova? O que achou?

    (04:28:23) Cléo De Páris: Paolo, ainda não assisti, preciso ir, estou curiosa e tenho ouvido falar super bem. conheço algumas pessoas do elenco, sei que são bons atores e o Rodolfo García Vazquez sabe bem o que faz!

    (04:28:25) Maria Clara: A ´Absoluta´ é inesquecível... Como foi seu processo de preparação para interpretar uma striper-cega-poética...?

    (04:30:43) Cléo De Páris: Clara, foi meio desesperador no começo, não sabia por onde ir... até que conheci a Karol, uma cega linda, descolada, cheia de vida e que me ajudou demais. também li muitas coisas, entrava em blogs de cegos, visitei instutuições, ouvi depoimentos... a dificuldade vem do preconceito, porque parce que é horrível ser cego e temos piedade, mas quem foi cego sempre não tem esse problema, afinal.

    (04:30:47) rachel: Cleo, voce já provou que não é apenas um rosto. Tem talento no teatro, no vídeo e acho que em tudo que vc decida fazer. Gostei de te ver no vídeo. Pensa em fazer TV?

    (04:33:35) Cléo De Páris: obrigada, Rachel! eu não penso em fazer tv como algo a perseguir, nem tenho tempo pra isso. meus anseios não vão por esse caminho, mas fazendo A Noiva da tv Cultura, o texto lindo do Ivam Cabral, direção do Rodolfo, me senti bem à vontade e até gostei do resultado. ainda não sei se tenho talento pra isso, mas não descarto totalmente a possibilidade.

    (04:33:38) Polly: Oi Cléo,eu gostaria de saber quando você começou sua carreira você teve que ultrapassar muitas barreiras , como você encara essas barreiras?

    (04:36:23) Cléo De Páris: Polly, tive que encarar sim, barreiras de preconceito por ser bonita, da família achando que deveria ter uma profissão mais séria, de morar numa cidadezinha de 8 mil habitantes... mas olha, elas não são maiores do que as barreiras de hoje, porque tudo é desafio nessa profissão. é isso que nos faz crescer, amadurecer e descobrir se estamos no caminho certo. eu escolhi esse caminho, escolhi ter um grupo, Os Satyros e me orgulho de minhas escolhas, batalho por elas todos os dias.

    (04:33:41) Geovanna-UOL:

    Cléo de Páris em cena do curta "Booker Pittman", de Rodrigo Grota

    (04:36:39) Ivan: ola cleo! ano passado assisti sua peça no teatro satyros, chamada filosofia na alcova do marques de sade. confesso que fiquei um tanto chocado. rs, mas acabei gostando. por qto tempo vc ficou nessa peça?

    (04:38:46) Cléo De Páris: Ivan, fiquei por 2 anos! entendo bem você ter ficado chocado. quando eu fiz o teste pra substituição, depois vi a peça, rezei pra não ser aprovada. levou um tempo pra eu me convencer que era capaz de fazer aquilo, mas foi bem importante, acho que mudou muitas coisas em mim. um desafio dos grandes.

    (04:39:11) Cleiton: Quando "Vestido de Noiva" vem ao Rio?

    (04:39:54) Cléo De Páris: Oi Cleiton! estamos tentando ir em novembro e dezembro... tomara!

    (04:39:59) mInEiRiNhO: como vc se sente participar de o grande sucesso com o se do caixao?

    (04:41:41) Cléo De Páris: Mineirinho, me sinto orgulhosa, porque o Mojica esperou 40 anos pra conseguir filmar esse roteiro, é um batalhador, uma pessoa fiel a si mesma e ao cinema que acredita, tem ousadia, determinação, é autêntico.

    (04:41:49) jornalista-jr: você tem uma atriz musa inspiradora? qual e porque?

    (04:42:48) Cléo De Páris: não assim, mas tenho admiração por muitas... Caterine Deneuve principalmente.

    (04:41:21) Geovanna-UOL:

    Cléo De Páris em cena do longa "Encarnação do Demônio", dirigido por José Mojica Marins (André Sigwalt/Divulgação)

    (04:43:04) Maria Clara: Fazer a ´Maria´ em ´A Vida na Praça Roosevelt´ foi um trabalho muito complicado? Porque, a impressão que temos ao ver, é que era algo tão preciso que não tinha espaço para uma vacilada sequer... (vi sete ou oito vezes essa peça. AMO! é a obra que mais gosto dos ´Satyros´!).

    (04:45:37) Cléo De Páris: Clara, foi complicado mesmo, você usou a palavra certa! exigia total concentração e sincronia. ficávamos só 6 minutos em cena, numa peça de 2hs e meia e mesmo assim batia um nervosismo absurdo, porque aqueles poucos momentos precisavam de exatidão, no teatro sempre temos tempo, né?... a Maria não tinha.

    (04:46:09) faelzinho: qual a diferença de atuar no teatro e no cinema?

    (04:48:35) Cléo De Páris: Faelzinho, a diferença é total. acho até difícil responder rapidamente. o cinema tem uma preparação dos atores, até ensaios, mas o que vai ficar é o aquilo que é feito na hora. é uma obra acabada. o teatro é uma obra em processo, viva, sujeita a adversidades e também é uma obra efêmra...

    (04:48:37) escravo da Cleo: alguma vez um fã já pediu p beijar seus pés?

    (04:49:30) Cléo De Páris: oi escravo da Cléo! acho que nunca me pediram isso, ou se pediram, não lembro...

    (04:49:38) rachel: vc escreveu um artigo lindo na Revista da Folha recentemente. Aquela Cleo que sonhava com São Paulo acabou conquistando não só a cidade, mas um público e um sonho. Qual o sonho da Cleo, hoje?

    (04:52:54) Cléo De Páris: Que pergunta linda, Rachel! eu sonho em conquistar minha própria vida, meu mundo que não tem a ver com profissão e que eu acho que abandonei um pouco. mas profissionalmente, quero continuar com meus amigos e irmãos do Satyros, em outros vôos!

    (04:52:58) Paolo: Cléo, suas apresentações do Vestido de Noiva está acontecendo junto com a peça Senhora dos afogados tambem do Nelson Rodrigues com a direção do Antunes Filho, você chegou a assitir senhora dos afogados?. E, o Antunes Filho costuma dizer que o Nelson Rodrigues está em todo nosso cotidiano, que ele nos chama em no nosso dia-a-dia. Você concorda com isso ou acha que o Nelson Rodrigues não é tão cotidiano assim.

    (04:55:14) Cléo De Páris: Paolo, não consegui assistir Senhora dos Afogados, infelizmente. eu concordo com o Antunes, o Nelson trabalha com arquétipos, as coisas aparentemente absurdas e patéticas que ele traz são do nosso cotidiano sim.

    (04:47:25) Geovanna-UOL:

    Cléo De Páris, ao lado de Ivam Cabral, no espetáculo "Vestido de Noiva" (Andre Porto/Divulgação)

    (04:55:30) escravo da Cleo: como é p vc participar de um grupo que é um dos grandes responsáveis pela revitalização cultural do centro da cidade...

    (04:57:36) Cléo De Páris: oi escravo da Cléo, é lindo trabalhar com um grupo assim, fazer parte de um movimento tão especial! eu vi uma parte dessa revitalizãção acontecer e realmente é impressionante. me sinto gente grande.

    (04:57:45) Tiago Junqueira: como estão os preparetivos para as satyrianas??

    (04:59:02) Cléo De Páris: Tiago, estamos começando... vai ser uma loucura! e teremos novidades!

    (04:59:13) escravo da Cleo: teve alguma cena do filme do Zé do Caixão que vc recusou a fazer, ou todas as cenas que vc participou foram "tranquilas"...

    (05:00:43) Cléo De Páris: escravo da Cléo, eu não me recusei a fazer nada, porque não teve alguma coisa que me deixasse muito incomodada, não. é difícil sempre fazer cenas de nudez, mas não chega a ser o fim do mundo. de certo modo, tudo foi tranquilo, sim.

    (05:00:51) rachel: estamos em período eleitoral, qual o recado da Cleo atriz e cidadã com relação à cultura para o futuro prefeito da nossa cidade?

    (05:04:31) Cléo De Páris: eu só queria que se pensasse mais em cultura, porque a experiência do fomento nos mostrou isso: um mínimo olhar pra cultura, e houve uma proliferação absurda de grupos, de espaços teatrais, de projetos importantes. o satyros também traz esse recado, mudar um lugar com cultura é lindo! um exemplo que tem que chegar no poder.

    (05:05:40) Cléo De Páris: tchau!!!!! adorei! obrigada a todos e apareçam no CCSP pra ver vestido de noiva, só até 7 de setembro! beijos

    (05:05:44) Geovanna-UOL: O Bate-papo UOL agradece a presença de Cléo De Páris e de todos os internautas. Até o próximo!